Ao lado do PT, Hélio Costa disputará governo de Minas

Rodolfo Torres


Após muita discussão, PT e PMDB acertaram o passo na eleição estadual de Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país e um estado estratégico para qualquer candidatura presidencial.


O senador Hélio Costa (PMDB-MG) será o candidato peemedebista ao governo de Minas Gerais. O vice de Hélio, que será indicado pelo PT, ainda não está definido.

“Estando juntos, nós temos a certeza de que podemos, praticamente, garantir uma vitória de nossa candidata a presidente, Dilma Rousseff, que estará em nosso palanque junto com o presidente Lula”, afirmou Hélio Costa.


O ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) disputará o Senado.  “Esse processo de debate está encerrado. Nós acabamos de anunciar a chapa. Essa é a chapa da unidade PMDB e PT em Minas Gerais. È a chapa que responde ao acordo nacional”, resumiu Pimentel. 


“É uma chapa com perspectiva de vitória real. Sabemos que não será uma eleição fácil, será uma eleição muito disputada em Minas Gerais. Mas é uma chapa com condições de eleger o governador, com condições de eleger um senador, e com condições de dar uma vitória expressiva para a companheira Dilma Rousseff em Minas”, afirmou o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra.


Presidente da Câmara e apontado como vice na chapa encabeçada por Dilma, Michel Temer (PMDB-SP) destacou que “simbolicamente”, o momento é muito importante para a aliança nacional entre os partidos.


“Vocês sabem que a questão de Minas Gerais ganhou uma simbologia muito grande. A tendência, mais ou menos, era essa: se a aliança de Minas Gerais se concretizasse, haverá tanto uma vitória em Minas; como aumenta a possibilidade de vitória na área nacional. Se não se concretizasse, a tendência seria dizer que não haveria aliança entre PT e PMDB”, explicou Temer.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!