Acordo de Youssef prevê comissão sobre dinheiro recuperado

Pelos termos da delação premiada assinada com o Ministério Público e homologada pelo STF, doleiro poderá receber 2% do valor total como recompensa

O doleiro Alberto Youssef terá direito a 2% do valor recuperado do dinheiro desviado no esquema de propina investigado na Operação Lava Jato. De acordo com a Folha de S. Paulo, o acordo de Youssef é o único que prevê uma taxa de sucesso entre os homologados pela Justiça.

Pelos termos do acordo, que tiveram o sigilo levantamento nesta semana, Youssef perderá imóveis, carros e hotéis, além de R$ 1,8 milhão encontrados pela Polícia Federal na operação. No total, os bens do doleiro estão avaliados em R$ 40 milhões.

Mas, segundo a reportagem da Folha, ele pode ter uma recompensa por isso. Se auxiliar a Justiça a recuperar o dinheiro que foi lavado, receberá uma pequena comissão. “O Alberto conhece muito bem o caminho do dinheiro dos paraísos fiscais”, disse o advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto, à Folha.

Leia a íntegra da reportagem

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!