TRE-RJ mantém impugnação de vice de Wladimir Garotinho em Campos

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) decidiu manter a impugnação do empresário Frederico Paes (MDB), candidato a vice prefeito na chapa de Wladimir Garotinho (PSD), na disputa pela prefeitura de Campos do Goytacazes (RJ).

Apesar da Corte ter formado maioria na decisão ainda cabe recurso da campanha no TSE, mas com o prazo de substituição de vice encerrado, a deliberação pode abranger toda a chapa. Até a noite desta quinta-feira (12), a situação de Garotinho e Frederico no Divulgacand, site do TSE que mostra a situação das candidaturas, aparecia como indeferido com recurso.

O impedimento atende ao pedido do candidato Bruno Calil (Solidariedade), da coligação "Nova Força" (DEM, PTC e PV), ao alegar que o empresário permaneceu como diretor do Hospital Plantadores de Cana (HPC) e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Estabelecimentos de Saúde da Região Norte Fluminense (SindihNorte) fora do prazo exigido pela legislação eleitoral para desincompatibilização.

O Congresso em Foco tentou contato com a campanha de Garotinho e Paes, mas não obteve sucesso.

No final de outubro, o TRE-RJ já havia indeferido a candidatura de Frederico Paes. À época, Wladimir Garotinho afirmou que seu registro de candidatura estava deferido e que iria reverter a decisão sobre o vice no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

Corrida acirrada

No último dia 8, pesquisa da Grande Rio Marketing Opinião e Serviços a pedido da Sociedade Metropolitana de Educação, Cultura e Tecnologia São Carlos, mostrou que Waldimir Garotinho tem 27,9% das intenções de votos, seguido por Bruno Calil (Solidariedade) 16,7% e Caio Vianna (PDT) 13,1%.

No início da semana, no entanto, Vianna ingressou com representação que contesta a lisura da pesquisa. A petição foi apresentada ao juiz da 76ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes e aguarda decisão. A campanha de Caio Vianna alega não haver no questionário pergunta de modo espontâneo.

Números do início de novembro da Paraná Pesquisas mostram empate técnico entre Wladimir Garotinho (28,1%) e Caio Vianna (23,5%), o que indicaria eventual segundo turno na cidade.

A pesquisa tem margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Os números dão conta ainda de que:

Bruno Calil (Solidariedade) tem 7,2%;
Rafael Diniz (Cidadania) - atual prefeito - 6,6%;
Professora Natália (Psol) 3,4%;
Odisseia (PT) 3,0%;
Tadeu Tô Contigo (Republicanos) 2,9%;
Roberto Henriques (PCdoB) 1,1%;

Outros nomes citados tiveram 2,5%. Não souberam ou não responderam, 6,8%. E 16,1% disseram não votar em nenhum dos candidatos.

> Eleição em Campos (RJ) tem candidatura impugnada e disputa entre famílias

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!