Candidatos marcam encontro próximo à casa de prefeito que não vai a debates

Candidatos à prefeitura de Curitiba (PR) confirmaram presença em um debate que será realizado nesta terça-feira (20), às 13h30, em uma praça pública a uma quadra do apartamento do prefeito e postulante à reeleição, Rafael Greca (DEM).

O encontro, que não contará com o candidato democrata, foi organizado pelo ex-deputado federal e concorrente à prefeitura, João Arruda (MDB), como resposta à recusa do atual prefeito em participar dos debates na capital. No último dia 1º, o prefeito alegou falta de segurança sanitária por causa da pandemia do novo coronavírus e não foi ao encontro promovido pela TV Bandeirantes.

Rafael Greca teve covid-19 em setembro e chegou a ficar internado em um hospital particular em Curitiba. A primeira dama, Margarita Sansone, também testou positivo para a doença.

No evento marcado para esta semana, os candidatos deverão responder à pergunta inicial: “qual a importância do debate para as eleições em Curitiba?"

João Arruda diz que o formato não está fechado e que os candidatos poderão se organizar na hora para estabelecer as regras. "Para mostrar que não é coisa só de um candidato, na hora todos vão poder revisar o formato e apresentar outras ideias. Vamos fazer um pingue pongue? Vamos, fazemos, não tem problema", diz.

O debate será mediado por uma jornalista e cada candidato terá o tempo total de três minutos para expor sua resposta. Após decorridos os três minutos, o candidato deverá dar a vez para o próximo participante se pronunciar, respeitando a sequência de um sorteio feito na hora.

No local haverá um palanque com um microfone e uma câmera que fará a transmissão ao vivo para um canal neutro do YouTube, denominado “Palco Aberto”.

Procurado, o atual prefeito disse por meio de sua assessoria que a "campanha não irá se manifestar" sobre o assunto.

Ibope

Pesquisa Ibope de 6 de outubro mostra Rafael Greca (DEM) liderando a disputa com 47% das intenções de voto. O atual prefeito é seguido por Fernando Francischini (PSL), com 6%, Goura (PDT) com 5%. Christiane Yared (PL) e João Arruda (MDB) com: 3%. Professora Samara (PSTU) com 2%. Camila Lanes (PC do B), Carol Arns (Podemos), Diogo Furtado (PCO), Dr. João Guilherme (Novo), Marisa Lobo (Avante), Paulo Opuszka (PT), Professor Mocellin (PV) e Zé Boni (PTC) com 1% cada.

Eloy Casagrande (Rede) e Letícia Lanz (PSOL) têm 0% cada. Brancos e nulos somam 15%. Não sabem ou não responderam são 10%.

Sem debate

Em São Paulo, candidatos fizeram um manifesto pedindo para que emissoras de televisão reconsiderem a decisão de cancelar os debates entre os concorrentes. A iniciativa teve apoio de grande parte das legendas, com exceção do Republicanos, de Celso Russomanno.

Após um primeiro embate, nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump também se recusou a debater com Joe Biden. Nesta segunda-feira (19), os republicanos impuseram uma série de condições para o encontro.  Segundo o UOL, Trump pede que o foco do encontro sejam apenas questões relacionadas à política externa, sem pautar temas como racismo e a pandemia.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!