Mansueto Almeida: “Zero chance de sair do Tesouro Nacional”

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, descartou nesta quarta-feira (4) qualquer possibilidade de deixar a equipe econômica. Mansueto disse a deputados aliados que há “zero chance de sair” e que vai ficar na secretaria. Um parlamentar ouvido pelo Congresso em Foco contou que ouviu a mesma declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes. "Ele é uma pessoa muito qualificada, brilhante. O Guedes adora o Mansueto. Não vai querer perdê-lo”, afirmou esse deputado, próximo ao secretário, que pediu para não ser identificado.

> Secretários da Fazenda e do Tesouro entram em rota de colisão

O rumor sobre uma eventual saída de Mansueto do governo surgiu ontem após o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, anunciar que o chefe do Tesouro não permaneceria no cargo, em entrevista à Bloomberg. O desencontro de informações causou mal-estar no Ministério da Economia e piorou a relação entre os dois, que já não era considerada boa.

Além de continuar à frente da Secretaria do Tesouro Nacional, Mansueto deve acumular a função de secretário-executivo do Conselho Fiscal da República, órgão previsto na PEC do Pacto Federativo, em tramitação no Senado.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Mansueto se irritou porque pretende sair, mas não agora, do governo. E também porque, embora Waldery esteja hierarquicamente acima dele, considera que o anúncio, em momento oportuno, deverá ser feito pelo ministro Paulo Guedes.

> Reforma tributária do governo deixa alternativa à CPMF por último

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!