Campos Neto prevê autonomia do BC no primeiro trimestre deste ano

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira (9), que o projeto para a autonomia do órgão tem chances de ser aprovado pelo Congresso Nacional ainda no primeiro trimestre deste ano."É sempre uma prerrogativa do Legislativo. Quando decidimos colocar [a previsão] no primeiro trimestre, entendemos que existe um ambiente legislativo propício para aprovação", afirmou em entrevista.

>Metade do ministério de Bolsonaro vem de família de políticos ou militares

Em fevereiro do ano passado, antes de assumir a presidência do BC, o economista já tinha declarado o seu posicionamento favorável para a autonomia da instituição e declarou que o Brasil está maduro para essa nova realidade. "A mudança, se aprovada por esse Parlamento, trará ganhos para a credibilidade da instituição e para a potência da política monetária, reduzindo o tradeoff de curto prazo entre inflação e atividade econômica e contribuindo para a queda das taxas de juros e o crescimento econômico", considerou em uma apresentação na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Projeto

Atualmente, dois projetos estão em tramitação no Congresso, um no Senado, que já foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) em novembro do ano passado, e outro na Câmara, encaminhado pelo governo em abril de 2019. De acordo Campos Neto, as duas matérias podem ser anexadas, mas isso vai depender do Legislativo.

*Com informações da Agência Brasil.

>Bolsonaro diz que é o 3º presidente mais popular do mundo na internet

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!