País com BC autônomo tem inflação menor, diz Roberto Campos Neto

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participou de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), para debater as diretrizes, implementação e perspectivas da política monetária.

Campos Neto também destacou que a inflação é menor nos países que têm bancos centrais mais independentes. O economista voltou a defender a autonomia da instituição brasileira e lembrou o caso da Argentina, onde houve a percepção de que a autoridade monetária havia perdido a liberdade de ação, o que resultou na imediata escalada de preços. "A credibilidade foi a zero e a inflação subiu", disse.

Está para ser incluído na pauta do Plenário o Projeto de Lei Complementar 19/2019, do senador Plínio Valério (PSDB-AM), que garante a independência da instituição. A proposta fixa em quatro anos o mandato para os dirigentes do banco, com a possibilidade de uma recondução. O texto foi ao Plenário com requerimento de urgência, depois de aprovado pela CAE.

A audiência pública atende ao Regimento Interno do Senado, que determina a realização de encontros regulares com o presidente do BC.

Veja a íntegra da audiência:

(Com informações da Agência Senado)

Catarse

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!