Ao menos 15 estados registraram bloqueios de caminhoneiros, indica PRF

Em seu segundo dia, a paralisação dos caminhoneiros já atinge rodovias de ao menos 14 estados brasileiros, conforme boletim divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) às 11h da manhã desta quinta-feira (9). Em boletim publicado anteriormente, às 8h, a PRF informava que eram 15 o número de estados com as estradas bloqueadas.

O novo boletim aponta que as interdições seguem em apenas 5 estados: Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Apesar de seguirem paralisados, os caminhoneiros cederam às negociações com a Polícia Rodoviária e permitiram a liberação de corredores para passagens de demais veículos que escolheram não se juntar ao movimento.

Além das estradas, caminhoneiros seguem acampados na Esplanada dos Ministérios e se concentram em frente ao Congresso Nacional, onde também pedem o impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, houve redução de 10% nas ocorrências desde o último boletim, registrado durante a madrugada. Mesmo assim os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará seguem afetados pelos bloqueios.

Na manhã desta quinta, a PRF conseguiu, após negociações com os manifestantes, liberar corredores considerados essenciais para a logística do país.  São eles:

BR-040/Minas Gerais
BR-116/Rio de Janeiro (Dutra/Barra Mansa)
BR-040/Rio de Janeiro (Reduc)
BR-101/Espírito Santo
BR-376/Paraná
BR-153/Goiás (Anápolis)

Agora, no segundo boletim, outras negociações foram fechadas com os caminhoneiros, que liberaram a passagem em mais 6 trechos. São eles:

BR-116/Bahia (Feira de Santana)
BR-101/Bahia
BR-101/Sergipe
BR-101/Pernambuco (Igarassu)
BR-116/Rio Grande do Sul (Vacaria)
BR-392/Rio Grande do Sul (Pelotas)

> Em áudio, Bolsonaro pede a caminhoneiros o fim dos bloqueios

> PSDB anuncia oposição ao governo Bolsonaro

 

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo