Jucá diz que lobista é chantagista

Eduardo Militão
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse que é chantagem a ação movida pelo lobista e ex-aliado Geraldo Magela Rocha contra a mudança societária na empresa controladora da TV Caburaí em Roraima. “Ele está fazendo chantagem. Eu não vou me meter nisso”, disse o senador ao Congresso em Foco, no início da tarde de terça-feira (16).


Jucá também negou as afirmações segundo as quais o senador chamou Magela Rocha para ser o laranja dele na TV. “Eu chamei ele para ser laranja? Ele está confessando que é laranja? É um irresponsável”, afirmou o líder do governo.


O senador diz que seu filho, Rodrigo Jucá, fez um acerto com Magela Rocha e ficou com a Uyrapuru, a empresa que controlava a TV Caburaí por meio de um contrato de aluguel com a Fundação Roraima, dona da concessão de televisão. Ao contrário do que afirma o lobista, o líder do governo diz que o antigo dono deixou dívidas.


“Meu filho fez um entendimento com ele e assumiu as dívidas inclusive.” Essa seria a razão porque, apenas no papel, a Uyrapuru passou para as mãos de Rodrigo Jucá sem ter que pagar os R$ 30 mil constantes na transferência de donos.


Jucá disse que a TV não pertence a ele, e que, portanto, não está cometendo nenhuma ilegalidade. A Constituição proíbe parlamentares de serem proprietários de emissoras de rádio e televisão.


Rodrigo Jucá não retornou os recados deixados com a secretaria do Sebrae de Roraima, no qual exerce o cargo de superintendente. Os assessores da Junta Comercial de Roraima afirmaram que o presidente da instituição, Clodezir Filgueiras, não poderia conceder entrevista porque estava com “viagem marcada” para Vitória (ES).


Ninguém da TV Caburaí atendeu aos telefonemas da reportagem feitos nos números registrados em lista telefônica e nos catálogos do governo de Roraima que listam as emissoras do estado.


A reportagem não localizou os responsáveis pela Fundação de Promoção Social e Cultural do Estado de Roraima. Segundo Jucá e Magela Rocha, o presidente da entidade, Getúlio de Souza Oliveira, já faleceu.

Lobista confessa: "Fui laranja do Jucá"

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!