Ibaneis Rocha é indiciado por omissão de gastos e candidaturas laranjas

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), foi indiciado pela Polícia Federal por crime eleitoral por omissão de gastos na prestação de contas na campanha eleitoral de 2018. Ele é acusado de ter lançado candidatas "laranjas", apenas para cumprir a cota de candidaturas femininas exigida pela legislação eleitoral.

>Lava Jato denuncia Serra por lavagem de dinheiro e faz buscas contra o senador

Mais de R$ 1 milhão foi destinado para campanhas de duas candidatas do partido, porém o recurso teria sido utilizado em gastos da campanha do atual governador, no pagamento de cabos eleitorais.

As candidatas citadas receberam, cada uma, os montantes de R$ 502 mil e R$573 mil. O dinheiro tem origem nos recursos do fundo eleitoral e partidário, proveniente de dinheiro público. As duas candidatas receberam juntas apenas 954 votos.

Por meio de nota a assessoria do governador afirma que não houve omissão de contas e que a prestação de contas do político foi aprovada pelo TRE do Distrito Federal. "Na prestação de contas do candidato houve indicação expressa de gastos com cabos eleitorais contratados para sua campanha, sem necessidade de utilização de outros candidatos para tal despesa", explica a assessoria ao Congresso em Foco.

"O governador aguarda a conclusão do inquérito e seu envio ao Ministério Público Eleitoral, para esclarecimento dos fatos que o órgão ministerial julgar necessários", afirma a assessoria de Ibaneis Rocha.

>Relator propõe uso de fundo de R$ 29 bilhões em socorro a empresas aéreas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!