TSE e plataformas digitais debatem sobre desmonetização de canais de fake news

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luis Felipe Salomão, se encontrou nesta quinta (19) com representantes da Policia Federal e responsáveis por plataformas digitais para debater maneiras de aplicar a determinação que suspende repasses financeiros oriundos de monetização a pessoas e páginas que disseminam desinformação.

A decisão atende a um pedido feito pela delegada da Policia Federal Denise Dias Rosas. O objetivo do inquérito é investigar a divulgação de fake news por redes de pessoas e possíveis crimes de abuso de poder econômico e político. Além disso, ele apura o uso indevido dos meios de comunicação social.

Na ocasião, o ministro falou que um dos objetivos do encontro com os representantes foi para sanar todas as dúvidas que ainda existe e dar continuidade nas investigações. “Eu tenho muita expectativa de que formemos aqui uma conscientização da relevância desse momento, no qual a colaboração do setor público e privado nesse diálogo é fundamental para se chegar a um bom termo em prol da sociedade, e para que a Eleição de 2022 transcorra dentro da normalidade”, frisou ele.

A delegada Denise Dias Rosas, autora do pedido, lembrou que existe uma rede de canais responsáveis por disseminar desinformação e que lucra financeiramente com determinada ideologia política. “É isso que queremos evitar. Não se trata de censura, nem mesmo perseguição. Por isso, a forma mais indicada é retirar o incentivo financeiro dos canais listados”, esclareceu.

Os representantes das plataformas, se comprometeram a auxiliar na identificação e não permitir que essas pessoas acessem tais plataformas e ,por sua vez, se mostraram totalmente abertos e colaborativos para o diálogo conjunto.

Prêmio Congresso em Foco 2021 entra em fase decisiva

Senado aprova MP que reorganiza cargos em comissão. Texto vai à sanção

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo