Congresso em Foco

Fórum

Política, Brasília e os bastidores do poder como você nunca viu Contribua
Política, Brasília e os bastidores do poder como você nunca viu

MP 998 que transfere para a União as ações de titularidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear será votada no Senado nesta quinta-feira (4) [fotografo] Frédéric Paulussen/ Unsplash [/fotografo]

MP 998: boiada nuclear

03.02.2021 20:30 4
Atualizado em 10.10.2021 17:29

Publicidade

4 respostas para “MP 998: boiada nuclear”

  1. RômuloJ. Vieira disse:

    Sejamos realistas, se o nosso país fosse dono de uns 5 mísseis nucleares, não precisa de mais que isso, o respeito seria outro, as conversas sobre internacionalização da Amazônia nem existiriam. No mundo não passamos daquele grandão bobo que qualquer Macron,Biden e outros desfazem a qualquer hora.Porque Israel não foi varrido do mapa pelos árabes?…Porque a Coréia do Norte mesmo sendo diminuta,pobre e irrascível não é invadida?…Porque que a India e o Paquistão se respeitam?…Aí vem um professor cheio dessas idéias,que no cerne estão corretas, mas que em um mundo muito primário como é esse que vivemos não nos garante em nada!

  2. FPalheiros disse:

    Cada forma de energia tem suas vantagens e desvantagens específicas. O Brasil foi abençoado com um potencial de geração por hidroeletricidade, tornando a matriz limpa e econômica. Mas as quedas dáguas restantes estão predominantemente mais localizadas na região norte, com dificuldades de licenciamento ambiental e longe dos grandes centros consumidores (eixo RJ-SP).

    A matriz brasileira tende então a crescer sua parcela por geração térmica e nessa a nuclear tem a vantagem de não gerar gases de efeito estufa comparativamente a carvão/oléo. Fora o fato que o país tem uma reserva gigante de Urânio e toda a tecnologia de beneficiamento/processamento e um histórico seguro de utilização da via nuclear por mais de 30 anos.

    Concordo com o colocado. Os argumentos quando apresentados de forma grosseira, com termos pejorativos e até agressivos desqualificam o autor e sua narrativa. Parece-me uma discussão futebolística, político partidária, ideológica ou até religiosa.

  3. Rômulo Cabral disse:

    Consigo prestar atenção e dar valor a muitos argumentos contrários, mas, quando as ofensas aparecem, pejorativas formas de tratar o interlocutor, começo a desacreditar que este mesmo argumentos tenham algum cunho de verdade, ou seja apenas, despeito oposicionista, a começar pela manchete. Um pouco mais de profissionalismo, analise mais apurada das vantagens e desvantagens seria muito melhor aceito, ao contrário, transforma-se em narrativas enfadonhas e de cunho emocional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via