Congresso em Foco

Mourão afirmou que 13º e adicional de férias são "mochila nas costas de todo empresário"[fotografo]Reprodução[/fotografo]

Mourão diz que país herdou “indolência” do índio e “malandragem” do negro

06.08.2018 21:19 61

61 respostas para “Mourão diz que país herdou “indolência” do índio e “malandragem” do negro”

  1. Júlio Cardoso disse:

    General Mourão, aquele que não tem papas na língua

    E o vespeiro dos politicamente corretos ficou todo ouriçado com a declaração do General.

    Bando de hipócritas, partidário do politicamente correto, mas que age subliminarmente, na vida cotidiana, como seres superiores e sempre virando as costas para as classes menos favorecidas, sejam elas negras, brancas, indígenas ou alienígenas de países subdesenvolvidos.

    Esses fariseus – constituídos de muitos políticos que posam de defensores dos direitos humanos, mas têm vida de burguês (capitalista), como Tarso Genro e outros calhordas – não têm coragem de olhar para os seus rabos sujos e estão sempre de plantão para reprochar ou denegrir a imagem daqueles que não usam de subterfúgios linguísticos para falar a verdade.

    Vamos deixar de tanta falsidade crítica. Quem não conhece a indolência ou a malandragem de classes sociais, que só querem viver do assistencialismo ( político)? Claro que elas são vítimas do cabresto de políticos, que não querem perder o seu domínio para continuar a abiscoitar votos nas eleições.

    Agora virou moda da farisaica corrente do politicamente correto: ninguém mais pode falar nada contra negros, homossexuais e outros que tais, porque acaba recebendo saraivada de chuva ácida, com pejorativos de racistas, homofóbicos, xenófobos etc. Ora, que Estado Democrático é este de limitação da liberdade de expressão do pensamento humano? A que ponto chegou: preconceito passou a ser qualquer posição diferente da sua.

    Ninguém é obrigado a concordar com tudo. Assim como a imprensa livre representa a expressão da democracia, da mesma forma é a manifestação de qualquer cidadão.

    Por timidez, vergonha ou simplesmente comodismo, muitas vezes achamos que não dizer a verdade é mais simples. Temos de falar sempre a verdade, mesmo que não agradem outrem. Se escrevermos ou falarmos algo um pouco incômodo, ou que contrarie o que pensam segmentos ou pessoas, isso irrita muita gente.

    Tentam denegrir de todas as formas a candidatura do deputado Jair Bolsonaro. Agora, a bola da vez é o seu vice, General Mourão, que não tem papas na língua.

  2. Clovis Sergio Fialho disse:

    Na campanha eleitoral americana a imprensa e as pessoas declaram exatamente quem estão apoiando ou declaram seu viés político, acho nós brasileiros deveríamos cada um se colocar no se grupo ideológico, os simpatizantes do Bolsonaro tem um viés de direita simpatizantes de ideologias radicais de direita e conservadorismo, isto inclui grupos neonazistas,homofóbicos,ultranacionalistas,etc.

  3. Waldir Altieri disse:

    A realidade brasileira é algo que contamina a sua expressão, o seu esclarecimento final, a sinceridade de um indivíduo perante o público é entendida como manifesto anti-democrático e nada disso é digno de ser criticado. a realidade brasileira é essa, a maneira de ser comportamentada pela sociedade em todo o território é isso que delineia uma visão política e social. O Gal. Mourão falou a verdade do povo. e quem quiser desmentir que crie uma nova situação mas nunca irreal….. a maior prova da indolência é o PT sustentar 48 milhões de nordestinos sem trabalho e recebendo a falsa ajuda do governo na sustentação falsa do poder. A vagabundagem magnífica e sem ética é o que o MST executa há 30 anos e nem sequer possui evolução trabalhista.

    • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

      AH, VÁ SE FODER!!!!!!!!!!

    • Bento Sartori de Camargo disse:

      Falou tudo Waldir, só colocaria que Governo nenhum gera 1 centavo sequer, apenas tributa e arrecada, todos esses “agrados politiqueiros” que os governantes fazem nda mais é do que o nosso dinheiro arrancado na “carga tributária” que é uma das mais altas do planeta com retorno medíocre para os contribuintes. Relembrando: Almoço grátis não existe, se alguém que não trabalha, recebe, alguém que trabalha pagou para o folgado que não trabalhou receber.

  4. CRISTINIANO AQUINO disse:

    Não nada de racista na declaração. O sentido conferido não foi pejorativo mas reflexivo e conclusivo. E se tivesse sido racista, certamente Bolsonaro estaria com sua eleição garantida. O Brasil é um país racista.

  5. Jefferson Viana disse:

    Não voto em bolsonaro, muito menos agora com esse vice, principalmente por 2 coisas, gosto muito de falar mal e reclamar de polticos, e gosto muito de south park,

  6. MAURICIO LAHAN disse:

    ives gandra martins ,jurista disse : ser branco seremos exce

  7. Dom_Juan disse:

    Não falou nada que não seja verdade, agora quer dizer que os índios são trabalhadores??

    • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

      O retardado avalia outras culturas conforme seu padrões.

      • Dom_Juan disse:

        Não avalio opiniões com paixonismos mas por fatos. Não concordo que os negros sejam malandros, pelo contrário, quanto aos índios minha opinião se baseia no fato dos mesmos não produzirem nada, terem proteção social com privilégios inconcebíveis(Bolsa Família turbinada, Transporte da Funai a qualquer dia e hora, médicos/dentistas semanalmente nas aldeias, bloqueiam estradas e cobram pedágios, etc) Então são indolentes e ainda pagamos por isso. Logo o Sr. Mourao falou a verdade, se ela dói ou não, é somente a verdade.

  8. Edison Sampaio disse:

    kekeke!!! O General não disse nada de novo. Verdade seja dita: somos indolentes e malandros, de modo geral. Adoramos nos deitar numa rede e faltar ao trabalho por qualquer motivo. Inventamos mil feriados: dia do índio, dia do gay, dia da santa, dia da consciência negra, dia do trabalho. Somos indolentes. E também somos malandros. Adoramos uma malandragem, tirar alguma vantagem de tudo. É ou não é? Claro que estou generalizando, mas somos assim mesmo.
    Todavia, outra grande verdade: militares não são políticos. Militares são treinados para o combate sangrento, são indispensáveis para a defesa da Pátria. Não são políticos. São patriotas e verdadeiros. Por serem sinceros, verdadeiros, não têm a malícia do político. São, por assim dizer, “cascas grossas”, porque não poderiam ser de outro jeito. Quem é treinado para morrer ou matar não pode ser “papa-fina”.
    Bem, finalizando, afirmo que, na atual conjuntura, precisamos de gente assim, pois quem não for “casca grossa” não dará conta do recado. Temos ladrões demais nos 3 Poderes e quem for “papa fina”, das duas uma: ou será cooptado pela banda podre de nossos representantes políticos ou será engolido vivo.
    Quer saber? Nunca desejei a vitória de Bolsonaro, mas de uns dias para cá já o quero na Presidência. E azar de quem não seja patriota ou desonesto. Abrçs!

  9. Reginaldo Lucia disse:

    Por que o Congresso em Foco está preocupado em distorcer ou colocar em contexto negativo as declarações de certas pessoas? O que vocês ganham com isso? O que está escrito no topo da página RESPEITAMOS AS DIFERENÇAS é conforme a ótica dos esquerdopatas quando depende se “as diferenças” são contra ou a favor?

    • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

      Distorcer o teu cu, tá aí pra todo mundo ler, palavra por palavra o que ele falou. Mas vocês direitistas são tão sem vergonha na cara que defendem que dois mais dois é cinco na maior cara de pau!

  10. Fabricio Fernandes disse:

    Pelo desespero da esquerdaida. O Bolsonaro vai ganhar.

  11. Adelson Calheiros de Araujo Ju disse:

    Ele falou o que é a realidade. Nada mais.

  12. Maximiliano Joffe disse:

    Saudades da censura na imprensa…

  13. Nelson Carvalho disse:

    No Brasil, falar a verdade é crime. A mídia esquerdopata distorcer, é virtude.
    Por isso somos um país subdesenvolvido.
    Vou votar no Bolsonaro, decisão que já tomei há muitos meses atrás.
    Entretanto, deixo o registro de que estou impressionado com a quantidade de amigos e familiares que também vão votar no Bolsonaro. Dizem abertamente. Sem medo.
    Digo isso, pois já estou duvidando das pesquisas.
    Mesmo com a GLOBO, VEJA, Folha de São Paulo e outros, sentando o pau o tempo todo, sem parar, sem dar trégua 1 minuto sequer, ele está com altos índices de aprovação….

    Esta mídia podre vai fazer de tudo para evitar a vitória do Bolsonaro. Vão distorcer cada palavra que ele disser.
    Esta turma está com muito medo, pois vão perder muito dinheiro fácil do governo. A prioridade, pela primeira vez, será saúde, educação e segurança e não bilhões de reais em auto-propaganda e compra deste jornalismo que vive as custas da miséria da população.

    • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

      O boçalnaro só vive falando que empresário é coitadinho que vive com a faca no pescoço , que fazendeiro é coitadinho que leva muita multa do IBAMA e que se o trabalhador quiser emprego, vai ter que ter menos direito. Ele tá preocupado é com os ricos, em nenhum momento ele demonstra preocupação com o trabalhador. E você, TROUXA, vai votar nesse imbecil.

      • Nelson Carvalho disse:

        Prezado Rodrigo,
        boa tarde.
        Não vou adjetivar tua pessoa, pois não te conheço. Mereces meu respeito, mesmo que discordes de mim.
        Também me sinto motivado a contrapor tua manifestação na medida que ela está eivada de radicalização, sentimento de que o candidato é acusado.
        Sou pequeno empresário. Para dizer a verdade, micro-empresário. Eu gostaria que todo empregado fosse um empresário para entender o assalto que sofre todo o mês por parte do governo, que nada retribui à população.
        Só depois de passar pela experiência, poderá dizer de forma mais tranquila e embasada se o que o candidato está propondo tem ou não fundamento.
        Esta ideia de patrão contra trabalhador ou trabalhador contra patrão vem do radicalismo do PT, com suas ideias comunistas, que justamente sua elite vive de caviar enquanto o povo passa as maiores dificuldades. Isto é fato real nos países onde foi ou está implantado.

        A realidade aqui é outra. Patrão (empresário) e empregados lutam juntos para sobreviver e um dependem do outro.
        É muito fácil, como empregado, criticar os empresáriso, tornando-os bandidos, sangue-sugas, etc. Só que o empresário tem concorrência, muitas vezes até desleal, tem impostos com data certa para pagar, tem obrigação de pagar seus funcionários no dia certo, tem riscos de mercado, levanta cedo, não tem hora para parar de trabalhar, etc., etc., etc.
        O governo pode ficar devendo para o funcionalismo, pode ficar devendo para os fornecedores, pode ficar devendo para qualquer um, mas o empresário atrasa um dia e já recebe pesada multa.

        Bolsonaro está propondo uma série de medidas, que se derem certo, se conseguir implementar, vai diminuir o custo Brasil e oportunizar geração de novos empregos.

        Espero que tenhas compreendido minha visão e justificativa de voto.

        Abraço.

        • Bento Sartori de Camargo disse:

          Falou tudo Nelson, é exatamente isso. Chega de politiqueiros safados no Poder, fora sem a menor piedade. È melhor JAIR se acostumendo!.

      • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

        Então permita-me elucidar melhor meu ponto de vista. Quando o boçalnaro usa a palavra “empresários”, ele está se referindo a grandes empresários. Pequenos e micro estão na lista daqueles com quem ele não se importa nem um pouco, tal como trabalhadores.

  14. Jeferson Matos disse:

    Olha pra cara dele e vai ver um bugre. Não tem nada de racista na fala dele. Não vou votar em Bolsonaro, mas o que vejo aqui é um pró-Lula que não simpatizo.

    • Fran disse:

      Também concordo. Não importa se você vai votar em bolsonaro ou não, o importante é que a mídia pelo menos mostra em que lado está. O problema não está em escolher um lado ou outro, mas sim em usar uma máscara de isentão e ir contra somente um candidato.

  15. Chode 'Infamous' McBlob disse:

    Ele está certo. E não tem nada de racista nesse comentário. Larga a mão de mimimi, retardado. E seja honrado: coloque o nome, assine seus textos, porque se esconder no anonimato para criar fake news é coisa de covarde.

  16. Valdir disse:

    Êita! O desespero dos comunas aumenta à medida que se aproxima o dia em que o povo verá no comando da nação 2 militares eleitos pelo voto.
    Será que dirão que é Golpe Militar?
    #BolsonaroMourão

  17. Bento Sartori de Camargo disse:

    Está chamando a atenção o que o Congresso em foco está fazendo, citando somente situações negativas de candidatos do PSL. Os leitores aguardam com ansiedade que isto também seja feito com todos os outros candidatos, caso contrário é matéria tendenciosa politicamente, correto?

  18. Adailton Mansur disse:

    Esqueceu da malandragem dos COMUNAS preguiçosos!!! Gostam de viver nababescamente a custa de quem trabalha e produz de verdade. Me prove o contrário?

  19. Danilo Zanaga disse:

    Ele falou ‘nada contra’, falou que é descendente de índio. Em nenhum momento falou ‘negros africanos’, falou africanos somente e disse antes ‘nada contra isso, só observando’. UOL espalhando fake news, obviamente

    • Rodrigo Silva Pontes do Amaral disse:

      Você acha que ele estava falando dos brancos sul-africanos, seu redjéculow!!!!!!! In Ón, In Ón, In Ón! Que jeguerino da pôrra kkkkkkkkk!!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via