Congresso em Foco

Jair Bolsonaro [fotografo]Carolina Antunes / Presidência da República[/fotografo]

Justiça obriga Bolsonaro a usar máscara em locais públicos

23.06.2020 10:18 13

Publicidade

13 respostas para “Justiça obriga Bolsonaro a usar máscara em locais públicos”

  1. CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

    kkkkkkkkkkk… a esquerdalha é HILÁRIA.. KKKKKKKKKKKKKK… ” a justiça OBRIGA”” kkkkkkkkkkkkkkk… o Juiz DETERMINA e não OBRIGA!! Podem latir.. seu vagabundos petebas.. podem latir…. .PRESIDENTE JAIR MESSIAS “O MITO” BOLSONARO vai continuar mandando na vida de vocês até o último segundo de 2026!!!

  2. Vittorio Serafin disse:

    Mais uma desnecessária demonstração de ativismo judicial e decisão tipo múltipla escolha. Não há consenso da OMS, que inicialmente determinava o uso de máscaras exclusivamente a portadores do vírus chinês e equipes médicas. Posteriormente decidiu pelo uso generalizado de máscaras. Sucessivamente definiu o número de camadas de tecido …pelo jeito que vai acabem exigindo o uso de touca ninja !

    • Felix disse:

      Está comprovado que o uso de máscaras diminui o risco de contaminação em 70% o que é uma boa coisa. Ademais, o presidente simplesmente tem que obedecer o decreto do DF a respeito do uso de máscaras, mesmo ele tendo anticorpos ou não.

      • Vittorio Serafin disse:

        Prezado, só prá lembrar no princípio a OMS e seguidores locais, “batiam o pé” informando que as máscaras eram só para os contaminados com o vírus chinês e pessoal de Saúde envolvido no combate – essa informação idiota impediu, no mínimo por 45 dias, que se produzissem máscaras de proteção à todo vapor. Posteriormente apontou-se como efetivas no combate, apenas o modelo N 95 (com válvula). Sucessivamente recomendou-se a máscara em TNT e que a mesma só teria 3 horas de uso. Mais recentemente recomendou-se a de tecido (confecção caseira) e mais recentemente ainda informou-se que a máscara deve ser de dupla camada. Outro detalhe as máscara de início apontadas como descartáveis passaram a poder ser reutilizadas se higienizadas em solução a 5% de hipoclorito por 1/2 hora. Qual das máscaras e qual a precaução que consta do “douto” decreto do governador do DF. Ademais observe a área do distrito federal é um enclave dentro da área de Brasília – logo leis de governos civis não se aplicam ao governo federal dentro de sua área geográfica de jurisdição ! Dê uma analisada ! Abraços !

        • Felix disse:

          Batiam pé mesmo porque temiam que o povo iria achar que a máscara protegeria 100% e descuidaria então das outras medidas. É evidente que o presidente é obrigado a seguir as leis do DF quando no DF! Não dá para entender por que uma coisa tão símples, para alguns membros da seita vira algo quase impossível. Dispenso seu abraço e prezo o distanciamento.

          • Vittorio Serafin disse:

            Caramba ! Temos mais um “achólogo” filhote de mãe Dináh “achavam que o povo iria achar” ! Cada um cumprimenta o semelhante conforme sua própria natureza, logo, entendo a razão de seu coice, atitude própria de quadrúpedes, você “achou” que estava entre seus familiares!

          • Felix disse:

            A opinião era das autoridades sanitárias que temiam que o povo iria considerar a máscara o suficiente para não precisar tomar as outras medidas. De fato, a máscara é uma ajuda importante, mas a sua proteção nos casos mais favoráveis não ultrapassa os 70%. Triste um presidente incapaz e inepto, que ainda não governou em momento nenhum, usar a AGU contra uma medida positiva dessas.

          • Vittorio Serafin disse:

            Sugiro que vc faça (ou conheça) os requisitos para um exame admissional na AMAN, a seguir verifique, depois de ter ingressado, as exigências para ingressar no grupamento paraquedistas (a elite do EB). Verifique tb o tempo reduzido com que o presidente obteve sua graduação e irá entender o que é necessário o que de cara vai descartar a incapacidade e inépcia da qual vc o acusa !

          • Felix disse:

            Um cara como bolsonaro ter sido oficial só comprova que naquele tempo os critérios não eram tão altos assim. Mas, o que os oficiais mais velhos do seu tempo acharam dele: “A imaturidade é de um profissional que deveria estar dedicado ao seu aprimoramento militar, através do adestramento, leitura e estudos, e não aventurar-se em conseguir riquezas.”
            Segundo o coronel Pellegrino, Bolsonaro “tinha permanentemente a intenção de liderar os oficiais subalternos, no que foi sempre repelido, tanto em razão do tratamento agressivo dispensado a seus camaradas, como pela falta de lógica, racionalidade e equilíbrio na apresentação de seus argumentos” O cara não mudou nada, não é? E o estimado general Ernesto Geisel o considerava um mau militar.

          • Vittorio Serafin disse:

            Vai lá ! Faz o exame e volta prá pitacar ! Na época, já era o mais concorrido dos concursos (Confira !) Apesar das “boas opiniões” que vc informa, formou-se em tempo record e integrou a tropa de elite (Confira !) . Logo…

          • Felix disse:

            Sua avaliação pelos superiores da época fala por si, o cara não mudou nada, continua imaturo e com tratamento agressivo: “A imaturidade é de um profissional que deveria estar dedicado ao seu aprimoramento militar, através do adestramento, leitura e estudos, e não aventurar-se em conseguir riquezas.”
            Segundo o coronel Pellegrino, Bolsonaro “tinha permanentemente a intenção de liderar os oficiais subalternos, no que foi sempre repelido, tanto em razão do tratamento agressivo dispensado a seus camaradas, como pela falta de lógica, racionalidade e equilíbrio na apresentação de seus argumentos”
            O o general Ernesto Geisel, o melhor presidente do regime militar, ainda o classificou de mau militar. O exame pode ter sido difícil, mas pelo jeito não selecionava sempre as pessoas mais adequadas.

          • Vittorio Serafin disse:

            Como vc viu a própria Justiça questionou a decisão do douto juiz que só fez “chover no molhado”. O outro fato é que toda lei se fundamenta em arrazoado técnico – fato é, que não foi votada na assembléia do DF, tratou-se de decisão “ibanada” baseada no “próprio nariz” – ou seja, legalmente questionável nas fundamentações !

          • Felix disse:

            A própria justiça afirmou que já há um decreto no DF a respeito e que então não era o caso da justiça se pronunciar no caso (ele continua sujeito ao decreto) Mas é triste um ocupante da presidência usar o advogado da União para contestar uma medida de interesse geral, ou seja, a obrigação de usar uma máscara durante a pandemia. Demonstra bem a imaturidade, e mesquinhez desse cara inepto e inapto para o governo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via