Congresso em Foco

Suspeito de ter matado Mariello Franco foi ao condomínio em que Jair Bolsonaro tem uma casa. [fotografo] Agência Brasil [/fotografo]

Caso Marielle: perícia do áudio foi feita um dia após divulgação do depoimento do porteiro

01.11.2019 09:27 3

Publicidade

3 respostas para “Caso Marielle: perícia do áudio foi feita um dia após divulgação do depoimento do porteiro”

  1. peterson disse:

    Ligaram para o celular dele e deletaram o arquivo, simples assim. Acredito no Porteiro!

  2. Jose Mayo disse:

    Se o então Dep Fed estava comprovadamente em Brasília, é quanto basta para que se desminta que tenha falado com o porteiro, via interfone, no condomínio. O demais é cavar buraco na água.

    • José Oliveira disse:

      Já está provado que o Condomínio em que reside a maior parte da quadrilha responsável pela morte da vereadora Marielle Franco, não dispõe de serviço de interfone e, que os porteiros fazem os contatos com os moradores, via celular ou, telefone fixo.
      Portanto, o agora suspeito, Jair Bolsonaro, deve ter atendido sim, o celular, mesmo que de Brasília e autorizado o acesso do “amigão”, Ronie Lessa, para lá entrar e “entregar” o relatório do “serviço” prestado com total eficiência.
      Também, já está comprovado que o agora suspeito Jair Bolsonaro, mesmo havendo estado em Brasília, não participou de qualquer sessão ou votação da Câmara Federal, naquele dia.
      Além do mais, há registros de que marcou passagem para o RJ e retornou naquela data.
      Também, não há explicação para o fato do porteiro haver feito os registros que fez na portaria do condomínio, citando a autorização do agora suspeito, “seu Jair”, para a entrada do “amigão” Ronie Lessa, se o referido porteiro nem sabia ainda, que o crime de assassinato da vereadora Marielle acabara de acontecer.
      Outro pequeno detalhe de importância fundamental é que essa matéria do Congresso em Foco, informa que o Estadão (jornal) divulgou matéria informando que a tal perícia que colocou o porteiro na condição de “mentiroso” foi feita no dia seguinte à divulgação da matéria pela Globo, num tempo recorde de 2h25min.
      Isso não é perícia, é puro embuste, certamente, forjada por delinquentes!
      Há que se ressaltar, também, que a tal Promotora do MPE/RJ, é uma Bolsominion de carteirinha, havendo divulgado o resultado da suposta perícia.
      Essa mesma Promotora é responsável pela investigação do assassinato da vereadora Marielle e, que também, foi quem arquivou o caso do assassinato do pedreiro Amarildo, sequestrado e morto por policiais e isso, apesar, da Justiça haver condenado 13 deles, responsabilizando-os pelo sequestro e presumido assassinato.
      Quanta credibilidade, hein?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via