Congresso em Foco

Manifestação em Brasília teve confronto entre polícia e manifestantes

Relatório sobre violações de direitos humanos exclui violência policial

12.06.2020 16:25 6

Publicidade

6 respostas para “Relatório sobre violações de direitos humanos exclui violência policial”

  1. CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

    PARABÉNS!!! TEm de excluir mesmo. Quem gosta de bandido é a esquerdalha. Bandido tem de levar no lombo borrachada!!!

    • Flávio Maya disse:

      Porquê?

      • CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

        Porque………. quem gosta de bandido é a esquerdalha. E a polícia tem mesmo é de descer a borracha na bandidagem. Quando alguém aponta que um policial agiu mal… ESTE policial tem de ser investigado e se for o caso, punido. Mas a polícia tem de ser tratada de forma diferente quando se olha “”direitos dos manos””.. porque a polícia trabalha com a escória da humanidade, os caras que para levar seu relógio, te dão um tiro na cara, os caras que para ter dinheiro, viciam SEU filho em drogas, os caras que para ter luxo, sequestram pessoas, os caras que dominam as áreas mais pobres e transformam a vida daquele povo em um inferno. Então.. CHEGA de criminalizar a POLÍCIA como um todo… porque uns policiais agem mal. Ficou claro?

        • Edison Sampaio disse:

          Concordo plenamente com suas palavras. E complemento, com sua permissão. Somente pelo fato de ingressar na carreira policial, o cidadão já se torna um herói de verdade. Ganhando pouco, trabalha no vértice das causas e efeitos. De um lado, os POUCOS cidadãos que enxergam as vítimas. De outro, a bandidagem, que é muuuita (OAB no meio!), velando pelos direitos dos manos, sempre espicaçando a Polícia. Se está presente, dizem q está excedendo. Se não está presente, dizem q está faltando.
          Ser Policial é como exercer um sacerdócio. E é quase que ser um masoquista, pois o prazer do Policial é sofrer, zelando pelo bem estar da sociedade ordeira. Um herói mesmo, que não exita em sacrificar-se, nem mesmo por algum bandido feladaputista que, eventualmente, se encontre em perigo. Ser Policial é ser herói de verdade.
          Sim, existem os maus Policiais. Também a Polícia em suas mazelas, uma vez que os Poiciais têm sua orígem no próprio tecido social. Embora sendo herói, os Policiais são de carne e osso, suscetíveis a todo tipo de influências. Mas fechem os olhos os cidadãos de bem e se imaginem sem o manto protetor da Polícia.
          Repito suas palavras: “- Então.. CHEGA de criminalizar a POLÍCIA como um todo… porque uns policiais agem mal. Ficou claro?”

          • CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

            É isso aí. Maus profissionais existem em todas as profissões. Mas desde que a esquerda chegou ao poder fizeram uma campanha GIGANTESCA para fazer os policiais se tornarem vilões aos olhos da população. Policiais, na sua imensa maioria são heróis SIM. E repito.. quem gosta de bandido é a esquerdalha. Direito dos manos é tudo o que a esquerdalha quer porque sabe que assim consegue votos fáceis. Mas quem sofre com isso é a própria população que vive nas mãos imundas dos bandidos.

  2. Flávio Maya disse:

    Dona Damares deve ter confundido os números da violência de 2019 com as mortes por covid19 de 2020, bem próximos… assustou e tratou logo de retirá-los do relatório…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via