Congresso em Foco

Manifestação cultural no Dia Internacional das Mulheres | Foto: Erick Mota / Congresso em Foco

Lei Aldir Blanc: Bolsonaro autoriza repasse de R$ 3 bi a trabalhadores da cultura

10.07.2020 13:51 7

Publicidade

7 respostas para “Lei Aldir Blanc: Bolsonaro autoriza repasse de R$ 3 bi a trabalhadores da cultura”

  1. Edison Sampaio disse:

    Em busca de apoios contra a possibilidade de perda do Poder, Bolso gasta o NOSSO dinheiro para ajudar a muitos q NÃO precisam. O bom senso, a seriedade e a ética recomendam ajuda APENAS às pessoas pobres, independentemente das suas funções. Privilegiar classes profissionais ou cor de pele é discriminação odiosa. Deve haver um critério único: o econômico.

    • Jorge Teixeira Carneiro disse:

      É só ler as condições e restrições que estão previstas no projeto de lei.

      “Para receber o benefício, o trabalhador da cultura precisará cumprir
      os seguintes requisitos: ter atuação social ou profissional nas áreas
      artística e cultural nos últimos dois anos, estar inscrito em, pelo
      menos, um dos cadastros de fins culturais e ter renda familiar mensal
      per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar
      mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135), o que for maior.

      O trabalhador não poderá ter emprego formal ativo, ser titular de
      benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiário do
      seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal,
      ressalvado o Bolsa Família. Também não poderá receber a ajuda se tiver
      recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018”

  2. Valdir disse:

    Esse é o Presidente que zela pelo bem estar de seu povo!
    Só esperamos que os senhores governadores e prefeitos não desviem o dinheiro como fizeram com o destinado ao combate à COVID19, e nem distribua aos ex-mamadores, como Chico Buarque, Zé Abreu, Caetano Veloso, Luan Santana, Maria Bethânia, Gilberto Gil, etc.

    • Jorge Teixeira Carneiro disse:

      Me preocupa a distribuição ser feita a critério de governadores e prefeitos. Veja o que eles fizeram com as verbas da pandemia. Daqui a pouco tem loja de vinhos premiados e fabricante de aventais recebendo verbas,
      Não se esqueça que as OS que ”trabalham” com a educação são as mesmas que “trabalham” com a saúde. Por exemplo, o Iabas, IDR e Atrio-Rio do “nosso” (carioca) Mario Peixoto.

      • Valdir disse:

        Esse é o detalhe. A sorte é que o governo Bolsonaro tem sido muito celere nesses casos. Imagine se no caso dos desvios das verbas da COVID-19, só ficássemos sabendo anos depois, como no mensalão e no petrolão?

        • Jorge Teixeira Carneiro disse:

          A própria dinâmica mudou. Na época do PT todo mundo protegia o PT. Principalmente a imprensa. Você alguma vez viu O Globo, A Folha, O UOL, O Congre$$o em Foco e etc questionando a nomeação de algum ministro? Chamando algum ministro de incompetente ou despreparado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via