Congresso em Foco

Conselho Nacional de Secretarias Municipais (Conasems) foi informado, pela embaixada de Cuba, que os profissionais devem começar a sair do país em dez dias[fotografo]Valter Campanato / Agência Brasil[/fotografo]

Entenda como é o pagamento de cubanos no programa Mais Médicos

16.11.2018 13:09 9

9 respostas para “Entenda como é o pagamento de cubanos no programa Mais Médicos”

  1. Lucas Silva disse:

    ta cada vez pior essa história, então o salário não é somente 11,8K … com os auxilios vai pra uns 16K pelo jeito … o que irrita e que falam desses médicos cubanos como se eles estivessem aqui curando o câncer … não passam de atendentes básicos receitando remédio para dor de barriga, pra isso um farmacêutico ou enfermeiro dava conta e não gastava tanto … tem 17000 brasileiros médicos formados no exterior que não possuem revalida e tão bem loco pra ganhar essa grana, se é pra dar a vaga pra um cubano sem revalida então que de pra um brasileiro sem revalida .. serão bilhões de reais que deixaram de ser enviados para sustentar a ditadura de Cuba e que serão gastos por aqui mesmo … o cara é mito mesmo, nem assumiu e já tá dando lucro …

  2. facebook-100000735928832 disse:

    Só faltou a reportagem responder quanto recebe o médico cubano que está trabalhando no Brasil. Dizer que o Brasil paga 11,8 mil à organização é uma coisa. Dizer o quanto o médico recebe, efetivamente, é o que precisa ser esclarecido.
    O que a reportagem fez foi “chover no molhado”.

    • Lina Menezes disse:

      Exatamente. Essa e outras reportagens vistas na net não esclarecem ao leitor o que ocorre. São muito tendenciosas. Com certeza, por trás desse programa nosso país que já banca a corrupção volumosa, tb banca a ditadura cubana.

  3. Hideraldo Hito disse:

    O Presidente Bolsonaro está corretíssimo. Se é pra trabalhar no Brasil, tem que ser conforme regem as leis do “nosso” país.
    Se o BOSTA do presidente Cubano não aceita, azar dele. Se exploda.

    • Sebastião L Machado disse:

      O azar Hideraldo não é do presidente cubano. Há muitos lugares no mundo em que há graves carências de serviço médico. Cuba não deverá ter dificuldade em enviar os médicos daqui para paises até mais necessitados que o Brasil. O azar, o infortúnio, o sofrimento será dos brasileiros que ficarão sem assistência alguma após a saída repentina desses médicos que conhecem seus pacientes, já se adaptaram às condições locais. Quanto tempo ficarão sem assistência? Quantos morrerão?

      • 13582196 disse:

        Você só se esquece que foi o petista Deputado Arlindo Chinaglia(PT-SP) que tentou congelar a criação de cursos de medicina e a ampliação de vagas por 10 anos, além de um substitutivo, de autoria do deputado Átila Lira (PSB-PI), que em vez de proibir novos cursos, dificulta a criação deles.

        FONTE = Câmara dos Deputados:

        http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/115797.html

        Em tempo: Logo a caixa do BNDES será aberta e todo o podre do PT será revelado!

        • Lina Menezes disse:

          Com certeza. BNDES financiava as ditaduras até no continente africano. E tem brasileiro que não enxerga isso. Paga o excesso de impostos e bate palmas para corrupção. Uma lástima. Já vão tarde os “médicos” cubanos…

  4. Rennão disse:

    Eu acho mágico o cara que fala que os cubanos sofrem trabalho escravo ser exatamente o mesmo que acha um absurdo investigar e denunciar trabalho analogo a escravidão, querer uma carteira verde e amarela com menos direitos trabalhistas, reformular a aposentadoria pra sistemas de capitalização privados e ainda ter o lema do “ou empregos ou direitos, os dois não dá”… Tipo, realmente devia haver um repasse maior prós médicos, mas tem que ver que mesmo assim eles ganham em torno de 3k, e toda a legislação trabalhista deles é relativa ao país nativo, ou seja, aposentadoria, saúde e tudo mais. Aí o mongol fala que pediu o direito de trazer os filhos, sendo eles tem o direito de vir com os cônjuges e dependentes, não há cláusula no acordo proibindo isso, depois fala que quer revalida, sendo que eles só atuam no país após prova do CRM que é refeita a cada três anos, o bixo não faz a menor ideia de como é o acordo, e foi lá provocar mais uma crise diplomática sendo que dessa vez que afeta praticamente metade da população baixa renda

    • Deni Guita disse:

      E mesmo que vc está tão mais informado que o governo sobre os médicos cubanos?? É cada maluco que aparece… o mongol aqui está sendo vc meu caro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via