Congresso em Foco

Presidente da República, Jair Bolsonaro. [fotografo] Marcos Corrêa/PR [/fotografo]

Revista Piauí reconstitui movimentos de Bolsonaro para fechar STF e dar golpe

05.08.2020 14:10 105

Publicidade

105 respostas para “Revista Piauí reconstitui movimentos de Bolsonaro para fechar STF e dar golpe”

  1. wzfr disse:

    Os generais do exército são uns frouxos, eles não apoiariam Bolsonaro nesta empreitada, eles não tem a coragem necessária para fazer a faxina nas latrinas do judiciário e legislativo….

  2. Sergio Rainor disse:

    Que pena que não fez….

  3. Marcos Adriano Marcello disse:

    Vocês e o povo da @revistapiaui , seus editores e articulistas estão drogados, ou bêbados! Dizer que o Presidente da República quer dar um golpe!! Para que? Para assumir um poder para o qual ele foi eleito, e certamente será reeleito? Suas sandices são ilimitadas!

  4. marcoviskinho disse:

    Esse bando de petistas fazem comentários como se tudo fosse verdade, os criminosos no Brasil estão no STF, congresso e mídia, a esquerda que não estão envolvidas são burros, não vêem um palmo diante do nariz

  5. joão Tavares disse:

    Que matéria sem noção..isso aí sim é fake news que o Alexandre tinha que mandar ir pro lixo…Bolsonaro foi eleito democraticamente e será reeleito. O choro é livre.

  6. Ernesto Freire Pichler disse:

    Temos um presidente ilegítimo, resultado de uma fraude eleitoral que começou com o golpe contra Dilma e a prisão política de Lula. Uma campanha eleitoral que contou com milhões de dólares investidos na indústria falsificadora do antipetismo, fachada para a luta contra a esquerda e a democracia, luta movida pela AltRight “americana” (Bannon, irmãos Koch, NED, etc). Indústria que comprou consciências, juízes, pentecostais, milicianos e votos.

  7. sergio eduardo silva disse:

    É parece, que a grana pública secou mesmo. O olha o desespero.

  8. Raimundo Carvalho disse:

    Ah como eu queria que esse bravateiro se arvorasse a invadir o STF. Muito mais rápido nos livraríamos dele e da sua corja de milicianos delirantes, mas, infelizmente, militares sensatos o dissuadiram dessa empreitada.

  9. Rui Alfredo Cunha Lourenco disse:

    Interessante… É o STF que decide contra a Constituição. São os bolsonaristas que são censurados. É Bolsonaro que sofre atentado. Mas é Bolsonaro que é o vilão e quer dar golpe. Acusa os outros daquilo que tu fazes; acusa os outros de dizerem aquilo que tu dizes. Isto é a esquerda brasileira, mais a ridícula imprensa tupiniquim, aí incluído o “isento” Congresso em Foco… Só posso concluir que querem que o país embarque na “democracia” do PT, cujo resultado já vimos e que, se não fosse interrompida, nos teria mergulhado numa situação paradisíaca como a da Venezuela…

  10. marcoviskinho disse:

    Stf, congresso e mídia tentam de todas as formas derrubar Bolsonaro, este deveria ser a chamada

  11. Mustafa all disse:

    Só teremos paz quando esse miliciano for preso por rachadinhas e quando for aplicada uma multa de 5 mil reais para cada fake news compartilhada pelos seguidores dele, o que resolveria o deficit

  12. RômuloJ. Vieira disse:

    Grande articulista portador da síndrome, sua reporter e suas fontes!!!!!…A pergunta que não quer calar é?…Prá que serve e a quem serve o STF atual?

    • Felix disse:

      Para impedir que outros poderes desobedeçam a constituição.

      • Marcos Adriano Marcello disse:

        Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Para impedir que os outros Poderes exerçam suas atividades fins, previstas na Constituição que eles rasgam a cada decisão! Estude Direito Constitucional, “cumpanhêro”!

        • Felix disse:

          Os Juizes do Supremo estudaram Direito Constitucional sim, os militares não e como uma figura como bozo chegou a ser oficial será para sempre um mistério.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            O senhor precisa estudar, pesquisar, e ver a formação dos MINISTROS do STF!

          • Felix disse:

            Praticamente todos eles são experts no assunto.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            Vou te dar uma aula de Direito Constitucional. Senta e preste atenção:
            O STF já não abriga ministros originados do Judiciário. A escolha é do Presidente, com aprovação do Senado, mas não se entende como deixar uma Corte superior sem magistrados de carreira na sua composição. Na atualidade, 11 ministros, dos quais apenas 2 advindos do quadro da magistratura, incluindo, nessa contagem, o ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes, advogado e ex-ministro da Justiça do governo Temer, que deverá assumir a cadeira deixada por Teori Zavascki.

            Quando surge uma vaga para compor o STF, a imprensa e os parlamentares apressam-se em descobrir os preferidos dentre os políticos, desconsiderando o fato de que a Corte é uma casa de magistrados. Afinal, são 27 tribunais, mais de 15 mil magistrados e o STF é formado por bacharéis, professores, procuradores e menos de 20%, procedentes da magistratura.

            O ex-presidente Fernando Henrique, em 2002, nomeou Gilmar Mendes, advogado-geral da União; na época, o professor Dalmo Dallari escreveu, na Folha de S. Paulo: “Se essa indicação vier a ser aprovada pelo Senador, não há exagero em afirmar que estarão correndo sério risco a proteção dos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional”.

            Em seguida, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva escolheu, em 2009, o advogado-geral da União Dias Toffoli, seu defensor nas campanhas eleitorais de 2002 e 2006 e, entre 1995 e 2000, assessor parlamentar da liderança do PT na Câmara dos Deputados; entre 2003 e 2005 exerceu o cargo de subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil, na gestão de José Dirceu, preso em Curitiba. José Dias Toffoli tentou ser juiz de direito em 1994 e 1995, mas foi reprovado e logo depois tornou-se membro da maior Corte do país.

            O presidente Michel Temer aponta seu amigo pessoal e ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para o STF, apesar dos inúmeros candidatos da magistratura nacional. Alexandre de Moraes era ministro da Justiça, filiado ao PSDB e seria, provavelmente, candidato ao governo de São Paulo.

            A estranheza nesse cenário é que as Associações de Juízes, que lutam por magistrados de carreira no STF, passam a defender e a elogiar todos aqueles que são indicados pela presidência da República, inclusive os três enumerados acima.

            Além do processo de exclusão de magistrados de carreira, no STF, há também a discriminação geográfica dos candidatos. Com efeito, o Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul têm 8 ministros e somente três dos outros 24 Estados do país, inclundo o DF. A Bahia presente no STF com Eduardo Espínola, Aliomar Baleeiro, Adalício Nogueira, Hermes Lima, Ilmar Nascimento Galvão, que deixou a Corte em 2003, portanto, 14 anos depois não mais apareceu um baiano no STF. E a Bahia tem história para estar presente, porquanto foi aqui que se instalou o primeiro Tribunal do Brasil, a Relação da Bahia, que era o órgão de cúpula do Judiciário do país.

            Procedentes da Bahia foram quatorze juristas para o STF, durante toda sua existência, 1891/2014, sendo que apenas dois originados dos quadros do TJ, ainda assim, um deles, ministro Pedro Joaquim dos Santos, há quase um século, 98 anos, em 1919, e o outro, Adalício Nogueira, há mais de cinquenta anos, em 1965.

            Os últimos ministros do Norte, Nordeste, foram o ministro Ilmar Galvão, da Bahia, aposentado em 2003, Ayres Brito, natural de Sergipe, aposentado em 2012, e Carlos Alberto Menezes Direito do Pará, falecido em 2009.

            Após a saída de Ilmar Galvão, Bahia, 1991/2003 foram nomeados Ayres Brito, Sergipe, 2003/2012; Menezes Direito, Pará, 2007/2009; Dias Toffoli, São Paulo, 2009; Rosa Weber, Rio Grande do Sul, 2011; Luiz Fux, Rio de Janeiro, 2011; Teori Zavascki, Santa Catarina, 2012/2017; Luis Roberto Barroso, Rio de Janeiro, 2013, e Carlos Fachin, Paraná, 2015. Agora, com a indicação de Alexandre de Morais, São Paulo ganha mais um nome.

            Interessante é que, no Império, o STJ era composto somente por juízes; a modificação aconteceu na República e perdura até a atualidade. O fato de o juiz de carreira distanciar-se do poder politico, causa-lhe discriminação, exatamente porque compete a este grupo fazer a escolha e recai normalmente no nome de um político ou alguém bem próximo de quem indica.

            Não mais se valoriza a carreira de magistrado que dedica toda a sua vida aos julgamentos, conhece as pequenas e as grandes comarcas de seu Estado, adquire significativa experiência de vida judicial, quando pratica diligências inerentes ao cargo, ouve testemunhas, partes e advogados, prende e libera, condena e absolve pessoas.

            Tramita no Congresso Nacional há mais de seis anos uma PEC; trata-se da PEC 434/09, propondo a criação de regras objetivas para a escolha dos ministros. De acordo com a Proposta, cabe aos ministros do STF indicar seis nomes, enviados ao Presidente da República que escolhe um deles e submete ao Senado, que decide através do voto de 3/5.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            Estou aguardando, até hoje (!), a descrição das expertises dos que compõem o STF! Acontece que o senhor não sabe, e quer dar palpite!

          • Felix disse:

            Estude os cv’s deles, simples assim.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            O que você quer dizer com sua resposta: “não sei”! Kkkkkkkkkkk!
            Típico de esquerdista!
            Defendendo a composição atual do STF!

          • Felix disse:

            Acho que você nem sabe definir o que é esquerdista. Enquanto os CVs dos ministros, deixe de ser preguiçoso, se realmente quer saber a respeito deles é só procurar, eu não tenho nenhuma obrigação de fazê-lo por você.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            Não apenas sei (porque uma de minhas pós graduações é em Direito em Política, como vou te dar uma aula de História:
            As ideologias “esquerda” e “direita” foram criadas durante as assembleias na França do século XVIII. Nessa época, a burguesia procurava, com o apoio da população – especialmente os “sans-culotte”, diminuir os poderes da nobreza e do clero. Era a primeira fase da Revolução Francesa (1789-1799).
            Com a Assembleia Nacional Constituinte montada para criar a nova Constituição, as classes mais ricas não gostaram da participação das mais pobres, e preferiram não se misturar, sentando separadas, do lado direito. Por isso, o lado esquerdo foi associado à luta pelos direitos dos trabalhadores, e o direito ao conservadorismo e à elite francesa.
            Aproveite, ignóbil, esta aula gratuita!

          • Felix disse:

            Conhece um monte de palavras juntas mas nunca entendeu seu significado.

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            O encantado pelo lulampião, repete sempre os mesmos mantras… anencéfalo!

          • Felix disse:

            É mesmo?

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            Confirmou minha tese, o estúpido!

          • Felix disse:

            Então tá.

    • marcoviskinho disse:

      STF serve p soltar bandidos p que os defenda em comentarios

    • RODRIGO disse:

      STF DE ILEGALIDADES E CRIMES
      STF ATENTA CONTRA A DEMOCRACIA
      STF É PRINCIPAL CAUSADOR DAS DESORDENS NO PAÍS

  13. Em defesa do Marxismo disse:

    Chegou a hora de nos armarmos para enfrentar a direta.

  14. RODRIGO disse:

    contra a democracia ? o STF é democracia??
    para vcs nesse congresso que sustenta os vossos interesses politiqueiros

    • Felix disse:

      O princípio de uma Instituição como STF certamente é salutar para a democracia. Pode-se mudar os critérios para a escolha e o mandato dos juizes. Militares fazendo golpe certamente se livrariam também do inapto e inepto bolsonaro.

    • Felix disse:

      O princípio de ter uma Instituição como STF certamente é salutar para a democracia. Pode-se mudar os critérios para a escolha e o mandato dos juizes. Militares fazendo golpe certamente se livrariam também do inapto e inepto bolsonaro.

      • Marcos Adriano Marcello disse:

        Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! O lulopetista não sabe o que diz. Tem preguiça intelectual de pesquisar para saber as realizações do Governo, apesar da pandemia e da propaganda contrária da extrema imprensa e dos idiotas úteis, massa de manobra da esquerda destrutiva!

        • Edileine DOS SANTOS NAVARRO disse:

          Engraçado…Qualquer um que seja contra este desgoverno, pra vocês obrigatoriamente é petista? Quanta ignorância!!! E “idiotas úteis” seu PR é que chama os seus eleitores e vocês ainda não se deram conta disso! Defende o boçal com unhas e dentes e ele não está nem aí pra vocês. E não é a toa que são chamados de gado; pois massa de manobra são vocês, que sofreram lavagem cerebral. Acorda cara!

          • Marcos Adriano Marcello disse:

            “Cara” (esse tipo de linguagem vulgar, define o tipo), idiotas úteis são vocês, massa de manobra do lulopetismo que aparelhou o Estado, destruiu a maior empresa do país, criou curral eleitoral com bolsas esmolas… vocês têm bandido de estimação, um capiroto com 9 dos, que de tanta boçalidade não consegue mais nem eleger síndico de prédinho suburbano!

      • RODRIGO disse:

        ESQUERDOPATA

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      O STF é mais democracia que o executivo golpista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via