Procurador-geral tem 2 mil processos no gabinete

Desde que assumiu a Procuradoria-Geral da República (PGR) em 18 de setembro, Rodrigo Janot e sua equipe despacharam 370 processos, sendo 361 para o Supremo Tribunal Federal (STF) e nove para o Superior Tribunal de Justiça (STJ). No estoque do gabinete há 2.039 procedimentos, como investigações preliminares, inquéritos e ações cíveis e penais. No STF, por exemplo, existem 1.202 procedimentos, dos quais 582 (42%) ainda não foram classificados.

A criação de um grupo de procuradores em auxílio ao chefe do Ministério Público não é nova. Em São Paulo, o procurador geral da Justiça tem de 40 a 50 promotores ao seu lado, segundo estimou Janot. No geral, dos 2.039 processos da PGR, 31% são criminais, 40% não-criminais e 29% de natureza ainda desconhecida.

TOTAL DE PROCEDIMENTOS (JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL)

Natureza STF STJ Total % do total
Criminal 347 285 632 31%
Não-criminal 825 0 825 40%
Sem classificação 582 0 582 29%
Total Geral 1.754 285 2.039 100%

PROCEDIMENTOS EXTRAJUDICIAIS

Natureza STF STJ Total % do total
Criminal 188 102 290 44%
Não-criminal 364 0 364 56%
Subtotal 552 102 654 100%

PROCEDIMENTOS JUDICIAIS

Natureza STF STJ Total % do total
Criminal 159 183 342 25%
Não-criminal 461 0 461 33%
Sem classificação 582 0 582 42%
Subtotal 1.202 183 1.385 100%

Dados até 10 de outubro de 2013. Fonte: PGR. Elaboração: Congresso em Foco

MP vai divulgar conteúdo das investigações, diz Janot

Outros textos sobre processos

Continuar lendo

Publicidade Publicidade