Luiz Argôlo (PP-BA)

Responde aos inquéritos 3147 (uso de documento falso) e 3274 (crimes eleitorais).

“A Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia acolheu o pedido de transferência de domicílio eleitoral do deputado da cidade de Entre Rios para Alagoinhas (uso de documento falso). Quanto ao inquérito, o deputado ainda não foi notificado pelo Supremo”, diz a assessoria.

Leia a íntegra da resposta:

“Em atenção à vossa solicitação, venho por meio deste informar conforme cópia em anexo, que a Procuradoria Regional eleitoral da Bahia e o acórdão do TER/BA acolheram o pedido de transferência de domicilio eleitoral do Deputado Luiz Argôlo da cidade de Entre Rios/BA para Alagoinhas/BA (uso de documento falso).

Com relação ao inquérito que trata de crime eleitoral, o deputado não foi notificado pelo Supremo para prestar esclarecimentos, mas já entrei em contato com o gabinete da Ministra relatora solicitando cópia do inquérito para que tenhamos condições de fazer quaisquer esclarecimentos acerca do assunto. Qualquer dúvida, nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Estamos através do advogado constituído pelo deputado Luiz Argôlo, peticionando junto ao Supremo Tribunal Federal o arquivamento do inquérito, uma vez que tanto a PRE/BA quanto o TRE/BA deferiram o pedido de transferência.”

Continuar lendo

Publicidade Publicidade