Enrolado na Lava Jato, PMDB quer voltar a ser MDB para “ganhar as ruas”

Agência Senado

Jucá propõe mudança da sigla do PMDB para MDB

 

O presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), senador Romero Jucá (RR), propôs nesta quarta-feira (16) a mudança de nome da sigla para Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Durante reunião da Executiva, realizada na presidência do PMDB na Câmara, o senador fez a convocação da convenção nacional do partido para o próximo dia 27 de setembro, com intuito de ratificar a mudança. MDB foi o nome do partido até 1980. Naquela época, em vez de estar associada a escândalos políticos, a legenda se destacava como principal foco de oposição à ditadura militar, sob a liderança do então deputado Ulysses Guimarães, entre outras lideranças.

“Nós estamos discutindo isso. Movimento é algo muito mais consentâneo, registra como uma ação mais concreta. A gente quer novamente ganhar as ruas. Vamos ter uma nova programação, bandeiras nacionais, bandeiras regionais”, afirmou Jucá.

O senador alega que a mudança no nome ajuda o partido a se reencontrar com sua história. “Estamos apenas resgatando essa questão histórica. Nós não estamos mudando o nome do partido. [...] Nós queremos ser muito mais que um partido, nós queremos ser uma força política e nós vamos ser”, ressaltou.  A sigla já foi usada pelo partido entre 1966 e 1979, quando fazia o contraponto à Arena, legenda que apoiava o governo ditatorial.

De acordo com Jucá, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) será comunicado da intenção nesta quarta-feira (16). No entanto, a mudança definitiva só ocorrerá após a aprovação da convenção peemedebista. Em novembro do ano passado, Jucá fez, pela primeira vez, o anúncio sobre o desejo da mudança de nome do partido. “Se o MDB antigo fez a redemocratização do país, o MDB novo pode fazer a reconstrução social e econômica do país”, disse Jucá, na ocasião, durante um debate com prefeitos em Porto Alegre.

A mudança de nome, com a exclusão do “P” de partido, tem sido adotada por várias legendas para fugir do desgaste político e eleitoral. O PTN virou Podemos; o PTdoB, Avante. Já o PSDC se apresenta como Democracia Cristã, e o PEN, como Patriota.

Maior bancada

Com 62 deputados e 22 senadores, o PMDB possui a maior bancada no Congresso. A sigla nunca chegou à presidência por meio de eleição direta. No entanto, já está em sua terceira presidência do país. O primeiro presidente pelo partido foi José Sarney, em 1985, que assumiu a Presidência após a morte de Tancredo Neves. Em 1992, Itamar Franco, que havia se filiado meses antes, assumiu a Presidência após o impeachment do então presidente Fernando Collor. Situação semelhante ocorreu ano passado, com a chegada de Michel Temer à Presidência em meio ao impeachment de Dilma.

De acordo com levantamento exclusivo da Revista Congresso em Foco, o PMDB é o segundo partido em número de parlamentares investigados no Supremo Tribunal Federal, atrás apenas do PP, que tem 35 parlamentares sob suspeita. O PMDB aparece ao lado do PT, com 32 congressistas com acusações criminais.

<< PP, PMDB, PT e PSDB são os partidos com mais parlamentares sob suspeita

Leia também:

<< Temer governa o país com presidiário de Curitiba, diz Renan em plenário; veja o vídeo

Continuar lendo

Publicidade Publicidade