Colunistas

Cinco dicas para criar um ambiente masculino em casa

 

Na arquitetura e na decoração não há receita ou ordem a ser seguida. O importante é que o ambiente transmita a personalidade de quem o utiliza, independentemente da idade e do sexo. Ambientes masculinos são essencialmente neutros, mas isso não quer dizer que sejam monótonos e sem vida. Com o design funcional como centro do projeto, esse tipo de decoração é baseado quase sempre em hobbies e esportes. Quer saber como fazer isso?

Selecionamos cinco dicas infalíveis para criar um ambiente masculino harmônico e funcional.


Praticidade

Embora os homens, em geral, tenham fama de menos organizados do que as mulheres, eles costumam ser bem práticos e, por isso, necessitam que os itens estejam sempre ao alcance da mão ou visíveis. Precisam de um ambiente que seja fácil de manter a ordem e a limpeza sem que percam muito tempo ou dependam de alguém para isso. “Menos é mais” é o lema nesta questão.

Aposte em marcenaria planejada para que os cantos sejam preenchidos de forma inteligente. O ambiente deve ser bem aproveitado e com uma área social e íntima bem equipada. Pense nas necessidades pessoais e nos gostos de quem vai utilizá-lo. Caso goste de tomar um drink e receber pessoas, um bar ou uma adega caem bem. No entanto, se preferir apreciar uma boa leitura, um espaço confortável com uma iluminação agradável é a melhor pedida.

LEQB Architects: Minimalismo e design presentes em decoração, móveis e iluminação

 

Cores

Quando um ambiente masculino vem à cabeça, as primeiras cores a se pensar são básicas: o preto e o branco. No entanto, existe uma infinidade de tonalidades que podem transformar o espaço. Aposte em uma base neutra (paredes, piso, armários) e adicione cores em itens de decoração (almofadas, cadeiras, quadros, objetos decorativos, etc). É muito mais fácil na hora de trocar o ambiente de cor. Caso o seu desejo seja dar um pouco mais de personalidade, escolha um tema. Pode ser um hobby ou um esporte. Os mais pedidos atualmente são “navy”, “industrial”, “futebol”, “tênis” (a modalidade esportiva), “Inglaterra”, “música” e “moto”. Já no caso das crianças, os desenhos animados são infalíveis. Separamos algumas combinações para sair do comum e não errar. Lembre-se sempre: o uso do contraste nas cores cria um ambiente ainda mais interessante aos olhos, mas isso não exclui a liberdade de apostar em espaços mais claros ou muito escuros.

 

Combinações Neutras:

Cinza + Preto.

Fendi + Branco

Branco + Cinza

Madeira Ébano + Cinza + Fendi

Marrom + Branco

Fendi + Branco + Preto

 

Combinações com cores:

Azul Marinho + Branco

Cinza Claro + Verde limão

Azul petróleo + Cinza Médio + Branco + Verde limão

Fendi + Cinza claro + laranja

Cinza + Branco + Amarelo

Branco + Fendi + Azul Marinho + Amarelo

Azul Marinho + Laranja

Verde + Azul Marinho + Branco

Madeira Média + Azul Marinho + Vermelho + Branco

Off-white com verde limão

Materiais

O uso correto dos materiais complementa o ambiente e traz a sensação de aconchego e pertencimento ao local. Caso a escolha seja uma parede, aposte naquela que possui maior destaque e defina um material. Hoje em dia, a variedade de materiais é imensa e fica difícil escolher somente um. Pode ser um papel de parede liso ou trabalhado, um revestimento texturizado, uma madeira de demolição, um cimento queimado, um tijolinho etc. Por outro lado, se o cliente optar pelo piso, é importante decidir a sensação que se quer extrair daquele ambiente. Pisos amadeirados conferem aconchego, já os porcelanatos e mármores deixam o local mais frio. Os pisos claros são os ideais para aumentar o espaço.

 

Itens de decoração

Objetos de decoração são essenciais em qualquer lugar e ajudam a dar aquele toque de personalidade final. Mesmo que o usuário prefira um espaço clean, luminárias, livros, almofadas, quadros e demais itens complementam o ambiente. O couro e o veludo são excelentes materiais para serem utilizados em mobiliário. Já os sintéticos como a sarja, o linho e a lã podem estar em estofados, almofadas, tapetes, colchas e cortinas. Tecidos estampados dão aquele charme ao local. Os geométricos estão em alta, aproveite a onda e reinvente o seu espaço!

 

Iluminação

Não é segredo para ninguém que a iluminação faz toda a diferença em um ambiente. Por isso, o investimento nessa etapa é de extrema importância. Esse recurso dá vida ao espaço e traz inúmeras sensações para os usuários. Uma iluminação mais amarelada ajuda a criar um ambiente relaxante e confortável. Já uma mais branca é ideal para espaços em que se precisa de concentração, pois o cérebro humano a entende como uma luz de alerta.

Luzes indiretas proporcionam conforto, privacidade e aconchego. Já as luzes diretas e concentradas são utilizadas para dar destaque e foco a um elemento como, por exemplo, uma obra de arte.

Pendentes, luminárias e abajures também são itens que merecem a atenção na hora da escolha, pois eles exprimem boa parte da personalidade e do gosto do usuário. Pendentes e luminárias maiores, por sua vez, podem ser utilizados em mesa de jantar, por exemplo. Já os menores, assim como os abajures, podem ser usados em mesa lateral e/ou criado-mudo.

 

 

Leia a coluna anterior do #ohlaemcasa

Continuar lendo

Sobre o autor

Daniele Franco e Beatriz Venâncio

Daniele Franco e Beatriz Venâncio

Daniele Franco é arquiteta formada pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e sócia da Benfatto Projetos Integrados. Beatriz Venâncio cursa o último período de Arquitetura no Centro Universitário de Brasília (UniCeub) é e sócia da INOV Arquitetura. Juntas escrevem na coluna #Ohlaemcasa

Outros textos de Daniele Franco e Beatriz Venâncio.

Curtir Congresso em Foco no Twitter e Facebook:




Publicidade Publicidade