Santos Cruz diz que Brasil chegou a 100 mil mortes porque faltou liderança

O general Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo da Presidência, disse em seu Twitter que parte das mais de 100 mil vidas perdidas para a covid-19 poderia ter sido poupada se o país tivesse liderança. Desde que saiu do governo, o general da reserva tem feito críticas ao presidente Jair Bolsonaro e seu modo de gestão.

 

Muito ativo no Twitter, Jair Bolsonaro não utilizou sua conta para lamentar as mortes. Porém, o chefe do Executivo foi para a rede social reclamar da Rede Globo, que exibiu um editorial demonstrando todas as falas do presidente menosprezando a pandemia e questionando o porque o Executivo não tem atuado para diminuir a quantidade de mortes. "De forma covarde e desrespeitosa aos 100 mil brasileiros mortos, essa TV festejou essa data no dia de ontem, como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos", publicou Bolsonaro.

Entre sábado (8) e domingo (9), o Ministério da Saúde registrou 23.010 novos casos de covid-19. No total, o país tem 3.035.422 diagnósticos positivos. O número de mortes cresceu para 101.049, com mais 572 novos óbitos nas últimas 24 horas.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!