O delírio de uma sociedade que flerta com formas antidemocráticas; uma terceira via nunca foi tão necessária

José Nelto*

Enquanto escrevo esse artigo o país avança em direção a iniciativas que flertam com o fim da Democracia. Não é utópico, nem distante, engana-se quem pensa assim. De um lado, o STF e o Congresso são ameaçados, de outro a liberdade de imprensa é posta na berlinda

Ora, as vias partidárias estabelecidas travam uma escalada antidemocrática que abarca o totalitarismo, envolve instituições e promove um distúrbio social, alavancado por narrativas que nada têm a ver com a verdade, apenas manipulam massas em favor de interesses excusos.

É tão bom viver em Democracia. Ela é tão fluída, livre, acessível, justa e imparcial que permite a indivíduos egocêntricos o esperneio por formas ditatoriais no Brasil. Eu me pergunto: vamos assistir a esse show de horrores sem nada fazer ? Está errado o STF em coibir essa disfunção social?

O próximo dia 7 de setembro, data que celebra nossa independência como nação, deve ser marcado pela aglomeração de pessoas em Brasília defendendo o indefensável, resistindo a instituições e elevando àqueles que pregam o fim do STF e do Congresso Nacional.

A ruptura da harmônia entre os poderes está anunciada. O jogo democrático define: as manifestações populares, dentro da lei são válidas, importantes e necessárias. A provocação de um desajuste social que evolua para um golpe de Estado é inconstitucional, criminoso e covarde.

À direita voto de cabresto, ameaça a Ministros do STF e também à Deputados, Golpe anunciado, à esquerda regulação da Imprensa, patrulhamento ideológico e corrupção mais que comprovada. Falta-nos a famigerada terceira via, interessada em devolver a vida ao país e governar, sem flertar com ditaduras e sem anunciar o caos.

Chega de governos baseados em narrativas fantasiosas. É hora de resultado, de abandonar rancores e ideologias extremistas. Governar pelo Brasil, sem violência e sem golpe.

*José Nelto é deputado federal por Goiás e vice-líder do Podemos na Câmara

O texto acima expressa a visão de quem o assina, não necessariamente do Congresso em Foco. Se você quer publicar algo sobre o mesmo tema, mas com um diferente ponto de vista, envie sua sugestão de texto para redacao@congressoemfoco.com.br.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

WhatsApp:

Continuar lendo