Trio do bem

Junji Abe *

Perdão, gratidão e fé são palavrinhas simples de significado amplo e profundo. Praticadas com a merecida frequência e intensidade, compõem o trio perfeito para embalar a virada de ano e recepcionar bem 2016. Afinal, o que justifica um perdão não pedido nem concedido? Ou um “muito obrigado” não dito? Ou a ditadura do pessimismo de que tudo ficará pior?

Penso que nossos esforços precisam ser dirigidos à meta de sermos pessoas melhores. Não mais ricas e nem mais poderosas. Apenas – e isto é de nobreza ímpar – pessoas melhores.

Sob a ótica do que é fundamental, estar no verde ou no vermelho depende diretamente do bem que se faz ou se deixa de fazer a alguém. O ser humano foi criado para ser bom. Nenhuma obra de Deus poderia ser ruim. Mas, com o privilégio do livre arbítrio, nem sempre a escolha é o caminho do bem. As opções erradas corroem a alma.

Da mesma forma, é possível fazer escolhas certas. Para levar adiante essa revolução interior, vale começar pelos pequenos acertos. Agradecer sempre, por tudo. Até as situações aparentemente adversas merecem gratidão. Trazem grandes lições e até o sofrimento necessário para despertar a força interior, passaporte para a superação. Sim, a capacidade de se erguer e seguir em frente, sem sucumbir à autopiedade.

Dentro dos pequenos acertos, está a necessidade do perdão. Em mão dupla. Ser indulgente e também pedir perdão. Nenhum mortal está imune aos erros. A regra é a mútua compaixão. Tome uma atitude de bem para 2016: limpe sua alma, derramando sobre todas as dores e sentimentos ruins o sagrado bálsamo do perdão. Perdoe quem lhe causou frustrações, reate os laços com familiares de quem você se afastou e restabeleça a harmonia no seu cotidiano.

Por fim, mas não menos importante, está a fé. Fé em um novo dia, fé nas pessoas, fé no mundo, fé na vida. Não há perspectiva que se abra sem fé. Tudo pode ficar mais belo, menos doloroso e promissor quando se acredita em novas possibilidades.

Falo de perdão, gratidão e fé em todos os sentidos, traduzidos em atos no dia a dia. Usemos direito o trio do bem: perdoar, agradecer e nutrir a fé. Tenhamos saúde, determinação, paz, coragem, sabedoria e bondade para fazer de nós mesmos pessoas sempre melhores. Feliz 2016! Feliz todo dia!

* Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008).

Outros textos de Junji Abe

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!