2014: ano de copa, de eleições e de muitos concursos públicos

Estamos em ano eleitoral, e reza a tradição que essa peculiaridade é muito favorável aos concurseiros. O motivo é que o governo federal costuma liberar os entes – órgãos e entidades públicas - para realizar as seleções. É uma forma de agradar a gregos e troianos e, naturalmente, receber votos em troca. Tem gente que jura que é mentira; tem gente que jura que é verdade. Não há como saber com certeza, mas é como diz outro famoso ditado: “Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay.”

Para nós que lidamos com os concursos durante os 365 dias do ano, o que importa é que as perspectivas são as melhores possíveis. E até a Copa do Mundo favorece esse contexto, pois aumenta a disposição do governo em preencher cargos em áreas importantes para a realização do evento, como turismo, segurança, transportes e infraestrutura, entre outras.

Certamente haverá para todos os gostos, com exigência tanto de formação de nível médio como de nível superior. Portanto, para quem está à espera de uma boa chance para conseguir um emprego público, a hora é esta. Veja a lista dos 12 concursos mais aguardados – previstos e/ou autorizados: DPF – 600 vagas, Anatel – 100 vagas, Antaq – 143 vagas, Sesipe – 300 vagas, INSS – 2.000 vagas, MPU – cadastro de reserva, Bombeiros do DF – 115 vagas, Correios – 6.600 vagas, Ministério da Saúde – 185 vagas, PCDF (delegado) – 100 vagas, Abin – 470 vagas, TRF/1ª Região – 45 vagas + CR.

São mais de 12.000 vagas autorizadas. Até o final de 2015 estima-se que a administração pública – nas três esferas de governo – preencherá por concurso público – 300.000 vagas (fonte: revista  IstoÉ).

Os aprovados nos concursos deste início de ano – cujos resultados foram homologados até o dia 5 de julho, quando começa o prazo de impedimento de nomeações determinado pela lei eleitoral por causa das eleições de outubro, poderão ser nomeados normalmente ainda que no período de impedimento. O impedimento vai até o fim de 2014. Mas atenção para este detalhe: só ficam proibidas as nomeações no Executivo; o Judiciário, o Legislativo e o Ministério Público não estão sujeitos à vedação, de acordo com o artigo 73 da lei 9.504/1993. É o caso, por exemplo, do MPU que deve realizar um dos principais concursos previstos para este ano  e poderá nomear livremente os aprovados quando bem o desejar.

Para fechar a conversa de hoje, quero chamar a atenção para a importância que tem uma escolha meticulosa da carreira no serviço público. Analise bem as opções e escolha uma que tenha a ver com a sua personalidade, com o seu interesse cultural, com o seu gosto pelo trabalho. Se possível, até mesmo com a sua vocação. Um dos maiores erros dos candidatos às vagas no serviço público é levar em conta exclusivamente a estabilidade financeira e os valores da remuneração. Concurseiro, lembre-se: determinante para o sucesso e o crescimento na carreira é a vocação, que significa escolha, inclinação, predestinação... A escolha certa gerará prazer, autorrealização, adaptação, satisfação pessoal, felicidade e, é claro, sucesso profissional. Além disso, evitará males como: frustrações, desinteresse, desmotivação, desespero, depressão, arrependimento, síndrome do pânico. Até os afastamentos do trabalho tendem a ser menores quando as atividades profissionais são prazerosas.

Não se esqueça de que um cargo público não é um empreguinho qualquer, mas, sim, uma decisão muitas vezes definitiva, para a vida toda. Feita sua escolha, prepare-se para o concurso com paixão e prazer. Seja curioso, cerque-se de pessoas positivas que agreguem valor a seu projeto de conquista de vida. E, quando aprovado, leve para o serviço público talento, energia, vigor, ideias, paixão e uma enorme vontade de servir Sua Excelência o cidadão-cliente, patrão e pagador do seu salário. É questão de atitude, “uma pequena coisa que faz grande diferença”, como dizia Winston Churchill. Se você errar, certamente será um mau funcionário e uma pessoa infeliz para o resto da vida. Por outro lado, se acertar, poderá desfrutar de todas as vantagens e garantias oferecidas já em 2014 pelo seu feliz cargo novo!

Mais sobre concursos

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!