“Câmara deve ser livre, independente e autônoma”, defende Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi ao Twitter neste sábado (19) para defender a candidatura do bloco que articula a disputa da presidência da Casa. Nesta sexta-feira (18), o grupo ganhou o reforço dos partidos de oposição.

"Esta não é uma eleição entre candidato A ou candidato B. Esta é a eleição entre ser livre ou subserviente; ser fiel à democracia ou ser capacho do autoritarismo; ser parceiro da ciência ou ser conivente com o negacionismo; ser fiel aos fatos ou ser devoto de fake news", dizem os líderes do DEM, PT, PSL, PSB, PSDB, Cidadania, PDT, Rede, PCdoB, PV e MDB na carta.

De acordo com líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon, o bloco deve indicar um nome na próxima semana. Segundo o deputado, além de Baleia Rossi (DEM-SP) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), o PT também pretende apresentar uma terceira opção, que será analisada pelos 11 partidos que já fecharam apoio ao candidato de Maia.

O escolhido pelo bloco vai enfrentar Arthur Lira (PP-AL), que vem recebendo apoio do Planalto. Ontem o deputado usou as redes sociais para alfinetar Rodrigo Maia.

> Esquerda fecha com bloco de Maia e grupo une 11 partidos, do PT ao PSL

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!