Polícia Federal prende prefeito de Florianópolis

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (ex-MDB, atualmente sem partido), foi preso pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (18) na capital catarinense. Entre os detidos na operação batizada de Chabu também estão o delegado da PF Fernando Caieron e o ex-secretário da Casa Civil da prefeitura Luciano Veloso Lima. Os agentes policiais cumprem 30 mandados expedidos pelo TRF 4 em Porto Alegre, dos quais, 23 são de busca e apreensão.

De acordo com a Polícia Federal, a operação tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa que violava o sigilo de operações policiais em Santa Catarina. Depois de analisar provas apreendidas na Operação Eclipse, em agosto de 2018, a PF constatou a existência de uma rede composta por um núcleo político, empresários, e servidores da própria instituição e da Polícia Rodoviária Federal lotados em órgão de inteligência e investigação.

Segundo os policiais, o grupo tentava embaraçar investigações policiais e proteger o núcleo político em troca de vantagens financeiras e políticas. Entre as práticas criminosas apontadas estão desde o vazamento de informações a respeito de operações policiais a serem deflagradas ao contrabando de equipamentos de contra inteligência para blindar salas de órgãos públicos de eventual monitoramento policial.

Conforme a Polícia Federal, os presos devem responder pelos crimes de associação criminosa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, corrupção ativa, além da tentativa de interferir em investigação penal que envolva organização criminosa.

O nome da operação, Chabu, que significa dar errado ou problema, era o termo usado por alguns dos investigados para avisar aos outros sobre a existência de operações que poderiam acontecer.
O Congresso em Foco tenta contato com a assessoria da prefeitura de Florianópolis. (Com informações do ND)

>> A trágica história do reitor cuja morte pôs em xeque os excessos da PF e da Justiça

Florianópolisgean loureiroOperação ChabuPFPolícia Federal