Aprovação de Bolsonaro chega a 40%, aponta pesquisa CNI/Ibope

O governo de Jair Bolsonaro alcançou 40% de aprovação ótima ou boa em setembro, aponta a pesquisa do Ibope feita a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI). 29% avaliam o governo como regular, e outros 29% avaliam como ruim ou péssimo.

A pesquisa aponta uma melhora na aprovação do presidente em relação à última pesquisa – realizada em dezembro de 2019. Mesmo com um cenário de 135 mil mortes pela pandemia, crise econômica e seguidas denúncias contra si e seus familiares, a aprovação presidencial subiu 11 pontos no período, enquanto avaliações negativas caíram nove pontos.

Leia aqui a íntegra da pesquisa CNI/Ibope.

A maneira de governar do presidente também sofreu variação positiva no período, passando de 41% para 50%. A desaprovação, que era de 53%, passou para 45%. A pesquisa aponta que a maior parte da popularidade de Bolsonaro vem de entrevistados com renda de até um salário mínimo (R$ 1.045), mais sensíveis aos programas de auxílio emergencial entregues pelo governo federal durante a pandemia.

O Ibope ouviu 2000 pessoas em 127 municípios para esta pesquisa. O instituto aponta que as melhores avaliações sobre o governo Jair Bolsonaro estão nas áreas de segurança pública (51% aprovam), combate contra a fome e a pobreza (48%), educação (44%) e saúde (43%). As áreas mais mal avaliadas são impostos (28% de aprovação), taxa de juros (30%), e meio ambiente (37%).

O menor apoio de Bolsonaro continua sendo na região Nordeste, onde 33% consideram o governo como ótimo ou bom; 40% confiam no presidente Bolsonaro, e 45% aprovam sua maneira de governar.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!