Governo federal troca comando da Secretaria de Cultura

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, anunciou nesta quarta-feira (21) que demitiu Henrique Pires do comando da Secretaria Especial da Cultura do Ministério. No seu lugar será nomeado o secretário-adjunto e secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, José Paulo Soares Martins.

O novo secretário é ex-diretor do Instituto Gerdau e da Fundação Iberê Camargo

Pires afirmou nesta quarta que pediu para sair do governo por discordar da gestão cultural do presidente Jair Bolsonaro.

Em nota, o Ministério da Cidadania negou a versão e afirmou que Pires nunca demonstrou discordância.

Ao assumir a Presidência da República, Bolsonaro fez uma reforma ministerial que extinguiu o Ministério da Cultura, a área passou a ser de responsabilidade da secretaria subordinada ao Ministério de Osmar Terra.

Henrique Medeiros Pires comandava o gabinete do Ministério do Desenvolvimento Socia desde 2016, chefiado por Terra.

Leia a nota do Ministério:

Ao contrário da versão divulgada pelo ex-secretário especial da Cultura José Henrique Pires o cargo foi pedido pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, na terça-feira (20), à noite, por entender que ele não estava desempenhando as políticas propostas pela pasta. O ministro se diz surpreso com o fato de que o ex secretário, até ser comunicado da sua demissão, não manifestou qualquer discordância à frente da secretaria. O secretário-adjunto e secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, José Paulo Soares Martins, assume o cargo.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Cidadania

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!