Bolsonaro marca reunião com governadores para debater ajuda a estados

O presidente Jair Bolsonaro marcou para as 10h de quinta-feira (21) uma reunião virtual com todos os governadores do país para debater o projeto de lei de socorro a estados.

O presidente afirmou na semana passada que vai ouvir os representantes estaduais para decidir se vai vetar ou não o trecho que abre exceções para o congelamento de salários no serviço público.

 

A informação do encontro foi confirmada pelo Congresso em Foco  com os governadores Wellington Dias (PT-PI), Camilo Santana (PT-CE), Eduardo Leite (PSDB-RS) e João Doria (PSDB-SP), que receberam nesta segunda-feira (18) o convite.

Wellington Dias afirmou que ouviu a possibilidade dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, participarem. No entanto, disse que não há informação sobre isso no convite.

A matéria foi aprovada no último dia 6 pelo Congresso e dá para as unidades da federação um pacote de R$ 60 bilhões. Em troca, as autoridades locais terão que congelar os salários no serviço público por um ano e meio. No entanto, diversas categorias, com o apoio do governo, foram excluídas da suspensão de promoções pelo Congresso.

Pela proposta, R$ 30 bilhões serão destinados a estados e  R$ 20 bilhões a municípios. Os outros R$ 10 bilhões serão repassados diretamente para o enfrentamento ao coronavírus, nas áreas da saúde da assistência social.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

> Senado aprova projeto de ajuda a estados e municípios e texto vai à sanção

> Davi Alcolumbre recua e exclui professores de congelamento de salários

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!