Envolvidos no mensalão do Arruda podem ficar inelegíveis

Políticos denunciados no esquema de propina que veio à tona em 2009 renunciaram na tentativa de manter os direitos políticos

Pelo menos três políticos envolvidos com o esquema de propina revelado pela Operação Caixa de Pandora, em 2009, devem ficar inelegíveis com a confirmação da Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Os ex-deputados distritais Junior Brunelli e Leonardo Prudente e o ex-vice-governador Paulo Octávio renunciaram aos cargos para evitar processos de cassação.

Leia outros assuntos de destaque no Congresso em Foco

Turma da renúncia já enquadrada pela ficha limpa

Com a prisão do então governador do Distrito Federal José Roberto Arruda em fevereiro de 2010, Paulo Octávio assumiu interinamente a chefia do Executivo local. Logo depois, a seção brasiliense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) entrou com um processo por crime de responsabilidade na Câmara Legislativa. Após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa aceitar o pedido de impeachment, Paulo Octávio renunciou ao cargo em 23 de fevereiro.

Três dias depois, Leonardo Prudente renunciou ao mandato de deputado distrital. Enfrentando um processo por quebra de decoro parlamentar, ele já tinha deixado a presidência da Câmara Legislativa na tentativa de amenizar a pressão que sofria. Ele foi flagrado em vídeo colocando dinheiro de propina nas meias. Na época, o ex-deputado, que era do DEM, disse que o dinheiro era caixa 2 de campanha.

Veja o vídeo de Leonardo Prudente guardando dinheiro na meia

Câmara do DF oficializa renúncia do deputado da meia

Em março, foi a vez de Júnior Brunelli renunciar. Enfrentando um processo por quebra de decoro parlamentar na Câmara Legislativa, preferiu abandonar o cargo do que correr o risco de perder os direitos políticos. Ele ficou conhecido nacionalmente por conta de um dos vídeos divulgados por Durval Barbosa, ex-secretário do governo local e delator do esquema. Brunelli aparece fazendo a “oração da propina” junto com Barbosa e Prudente.

Veja o vídeo de Júnior Brunelli puxando a oração da propina

Deputado da oração renuncia ao mandato na Câmara

Leia tudo sobre a Lei da Ficha Limpa

O que é o Congresso em Foco (vídeo)

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!