Vox Populi: Aécio Neves cresce 5 pontos, mas Dilma venceria no 1º turno

Dilma mantém 40% das intenções de voto, segundo instituto Vox Populi. Na pesquisa do Ibope divulgada ontem, ela oscilou negativamente

Pré-candidato a presidente da República, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) teve alta de cinco pontos percentuais, em dois meses, em suas intenções de voto para as eleições deste ano, segundo pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi e divulgada no site da revista CartaCapital nesta quarta-feira (11). Pré-candidata à reeleição, a presidenta Dilma Rousseff (PT) e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) permanecem no mesmo patamar.

Assim com no último levantamento do instituto, divulgado em 16 de abril, Dilma segue em primeiro lugar na pesquisa, com os mesmos 40% de intenções de voto. Aécio Neves continua em segundo lugar, mas com 21% e não mais 16%. Eduardo Campos também segue estagnado, com 8%, assim como o pastor Everaldo (PSC), que tinha 2% em abril e tem os mesmos 2% em junho.

Pela primeira vez, José Maria (PSTU) pontuou na pesquisa Vox Populi/ CartaCapital. Aparece com 1%. Os demais candidatos apresentados aos eleitores -- Randolfe Rodrigues (PSOL), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB) e Denise Abreu (PTN) -- não chegaram a 1% dos votos.

Indecisos

Entre abril e junho, o número de eleitores indecisos caiu de 18% para 14% e o número de votos brancos e nulos variou de 15% para 14%. Como a diferença entre as intenções de voto em Dilma (40%) e a soma dos demais candidatos (32%) supera a margem de erro da pesquisa (2,1 pontos porcentuais), é possível dizer que, se a eleição fosse hoje, ela seria reeleita no primeiro turno.

Foram entrevistadas 2,2 mil eleitores em 161 municípios nos dias 31 de maio e 1º de junho. A pesquisa está protocolada na Justiça eleitoral com o número BR-00156/ 2014.

Ibope

Conforme pesquisa do Ibope, divulgada ontem, Dilma lidera a corrida presidencial, mas apresentou uma oscilação negativa -- de 40% para 38%. O senador Aécio Neves vem em segundo, com 22% -- ele tinha 20% em levantamento anterior. Eduardo Campos tem 13%. Os pré-candidatos de partidos menores têm, juntos, 7%. O Ibope fez várias simulações associando os principais candidatos com potenciais vices. Quando o nome de Campos aparece junto com o de Marina Silva (PSB), ele chega a 18%, em situação de empate técnico com Aécio.

 

Mais sobre eleições 2014

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo