Servidores sofrem descontos na remuneração, diz Câmara

Em nota, assessoria da Casa afirma que teto constitucional é aplicado com cortes nos contracheques. Questões jurídicas são “matéria complexa”

Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara afirmou que o salário dos servidores é descontado para a aplicação do teto constitucional, atualmente fixado em  R$ 26.723,13. Também diz que a matéria é "complexa" e que ainda não existe uma definição por parte da Justiça sobre a aplicação do limite salarial.

Leia a íntegra da nota:

Prezado Eduardo Militão,

Com referência à sua solicitação, a Assessoria de Imprensa da Câmara dos Deputados informa:

1.    A Câmara dos Deputados efetua o pagamento de pessoal com estrita obediência ao teto remuneratório constitucional, de acordo com os critérios definidos na decisão da Mesa Diretora de 5/4/2006.
2.    Vários servidores desta Casa sofrem descontos na remuneração, em virtude da aplicação do teto constitucional.
3.    As questões jurídicas relativas à sistemática de aplicação do teto constitucional configuram matéria complexa e objeto de amplo debate. Prova disso é que atualmente o assunto se encontra sub judice no Tribunal de Contas da União e no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, tendo sido proferidas decisões com efeito suspensivo, em ambas as Cortes, que respaldam a utilização dos parâmetros da mencionada Decisão da Mesa Diretora.
Atenciosamente,

Pedro Noleto

Assessor de Imprensa da Câmara dos Deputados

Quase 25% do Congresso tem salário acima do teto

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!