Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Senadores condenam ação contra Congresso em Foco

Para parlamentares, processos movidos por orientação do Sindilegis são uma tentativa de cerceamento à liberdade de imprensa e site não pode ser punido por revelar a verdade. Veja o vídeo

Desde que o Congresso em Foco recebeu 43 processos de servidores do Senado (veja quem são eles e quanto ganham) devido a uma série de reportagens que revelou salários acima do teto constitucional, diversas autoridades saíram em defesa do site. Indignados com a estratégia adotada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindilegis), senadores de diversos partidos aproveitaram o Prêmio Congresso em Foco 2011, realizado no último dia 7, para criticar a ofensiva judicial contra um veículo de comunicação independente.

Para o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AC), o episódio é inadmissível. “O Congresso em Foco é hoje o principal instrumento da sociedade de fiscalização e de divulgação sobre a atuação dos parlamentares e também de denúncia sobre os desmandos no Parlamento”, disse. "Tentar calá-lo é absurdo e inadmissível", continuou. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) classificou a ação como uma tentativa de tolher a liberdade de imprensa. “Uma liberdade de imprensa que está sendo usada com uma posição correta, que é a do limite salarial”, afirmou no evento. O petista Eduardo Suplicy (SP) afirmou que a Justiça não pode punir o site por este estar “revelando a verdade”.

Essas, no entanto, não foram as primeiras manifestações de apoio recebidas pelo Congresso em Foco. Diversas entidades se manifestaram contra a ofensiva judicial. Para a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), a publicação da lista de servidores que recebem acima do teto constitucional é de “óbvio” interesse público.

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, a estratégia de orientar ações individuais contra o site configura litigância de má fé. Os deputados Paulo Pimenta (PT-RS) e Chico Alencar (Psol-SP) também repudiaram, em plenário, a ação dos servidores.

Leia ainda:

Editorial de jornal mineiro critica ações do Sindilegis
Estadão destaca “ofensiva” judicial contra o Congresso em Foco
Sindicato dos Jornalistas e Abraji repudiam ações
Ações tentaram censura prévia ao Congresso em Foco
Veja as decisões contrárias às ações sobre supersalários
Quem são os servidores que processam o Congresso em Foco
Processos em massa ameaçam Congresso em Foco
Tudo sobre supersalários

Continuar lendo