Senado tenta se livrar de ratos após ataque a servidora

Casa será dedetizada e desratizada nesta tarde. Servidores foram dispensados do trabalho

Ainda que o Congresso esteja em recesso, parte dos funcionários das duas Casas legislativas continua trabalhando. No entanto, os funcionários da Mesa Diretora do Senado foram dispensados do trabalho na tarde de hoje (13). O motivo é a desratização e dedetização das dependências da Coordenação Legislativa do Senado e do Congresso Nacional. O Congresso permanece em recesso até 2 de fevereiro, quando os parlamentares voltarão aos trabalhos.

 

A infestação de ratos não é recente. Uma funcionária da limpeza que não pode se identificar afirmou que a presença dos roedores pelas dependências da Casa é constante. Na sala da Secretaria-geral há um buraco em que os animais se escondem, segundo a funcionária. Ele foi tampado com papel pelos funcionários, mas a estratégia não resolveu o problema.

De acordo com o G1, a secretária-geral da mesa, Cláudia Lyra, confirmou que uma funcionária da Mesa Diretora foi mordida na quarta-feira (11) por um animal, que não foi identificado. Ela foi medicada e está em observação. A decisão de dedetizar e desratizar foi tomada para evitar novos casos.

As atividades da Secretaria-geral da Mesa serão retomadas na segunda-feira, a partir das 10h. Ontem (12), o Senado voltou às atividades devido a uma reunião da Comissão Representativa do Congresso que ouviu as explicações do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, sobre denúncias de nepotismo e favorecimento na destinação de verbas públicas para seu estado natal, Pernambuco.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!