Sem apoio do partido, líder do PSD sinaliza desistência de candidatura

Em mensagem a colegas, Rosso afirma que deixa a bancada "à vontade" para "avaliar outras alternativas e caminhos" para a Casa. Ele enfrenta resistência da cúpula partidária, que ocupa cargos importantes no governo Temer e não quer contrariar o peemedebista

Uma semana após lançar sua candidatura à Presidência da Câmara, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF) dá sinais de que vai desistir da disputa. Sem o apoio da legenda, Rosso enviou mensagem aos colegas de partido informando que deixa a bancada à vontade para avaliar candidaturas alternativas à sua. "Gostaria de deixar nosso futuro líder Marcos Montes e a nossa honrada bancada a vontade para, se caso entenderem, avaliar outras alternativas e caminhos que possam de fato reaproximar a Câmara do povo brasileiro e dar à Casa o respeito e a admiração da sociedade", escreveu Rosso citando o deputado Marcos Montes (MG), que ficará com sua cadeira na liderança do PSD.

O parlamentar, no entanto, nega que tenha jogado a toalha. "Continuamos na disputa", ressaltou Rosso ao Congresso em Foco. A candidatura do deputado pelo Distrito Federal, porém, sofre resistência na cúpula do PSD. Com grande participação no governo, comandando os Correios e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Comunicação, por exemplo, a legenda prefere ficar ao lado do Planalto na escolha do novo presidente.

Atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) é o preferido do presidente Michel Temer. Maia também tem o apoio do presidente do PSD, o ministro Gilberto Kassab. Em sua carta, Rosso afirma que tem a adesão do partido e de grande parte da bancada. Ressalta, porém, o "alto grau de insegurança jurídica onde questiona-se no STF uma possível recondução do mesmo presidente em dois biênios da mesma legislatura".

Como adiantou o Congresso em Foco, Rosso já fez um pacto com o deputado Jovair Arantes (PTB-GO) em uma provável disputa em segundo turno. Ele fez questão de comparecer à solenidade de lançamento da candidatura do petebista. O líder do PSD tem apostado em estratégias de marketing para marcar sua campanha: na semana passada, confirmou que era candidato pelo Facebook, em vídeo no qual aparecia vestido com uma camiseta da Chapecoense. Na semana anterior, ele havia pedalado 230 quilômetros, até a cidade goiana de Trindade, centro de peregrinação católica na região metropolitana de Goiânia, para pedir bênção divina a deputados.

Nesta segunda-feira (16), Rosso enviou um vídeo em que aparece tocando uma música própria chamada "Somos Todos Brasil" e ressaltando a importância do Legislativo com frases de efeito. Veja o vídeo:

 

Leia a íntegra da mensagem enviada por Rosso aos colegas deputados:

“Querida Bancada e prezado amigo e futuro líder Marcos Montes,

Tenho um objetivo e sei que é de vocês também: queremos um Brasil melhor em todos os sentidos. Nosso País com tantas potencialidades naturais, econômicas e acima de tudo pela força e garra do povo brasileiro deveria estar em outros patamares de crescimento e desenvolvimento econômico e social. Por uma série de razões e circunstâncias vivemos talvez uma das maiores crises econômicas de todos os tempos sem contar o alto grau de instabilidade política e até mesmo institucional. O papel da Câmara dos Deputados nunca foi tão importante como hoje é para esses próximos dois anos.

Sabemos que a travessia será difícil. Por outro lado, temos a oportunidade de enfrentarmos todos juntos as reformas e os grandes temas e questões que serão fundamentais para revertermos esse quadro. Nosso partido tem se destacado na Câmara como uma bancada altiva e propositiva, unida e leal a princípios éticos e sintonizada com os anseios da sociedade. Sou muito grato a todos sem exceção pela confiança e apoio que sempre depositaram em mim especialmente quando entenderam que posso representar o partido frente à Presidência da Casa. Nesses dois anos de liderança nossa atuação foi sempre respeitando o posicionamento de cada um buscando sempre a convergência de pensamento e ação conjunta da bancada e do Partido.

Tenho viajado todo o País desde o início do ano e percebido que precisamos reaproximar a Câmara da sociedade. Esse é o meu maior sonho - reaproximar a Câmara dos Deputados da sociedade. Mesmo com o apoio do Partido e principalmente de grande parte da bancada entendo que dada às circunstâncias atípicas dessa eleição com alto grau de insegurança jurídica onde questiona-se no STF (que tenho plena confiança que exercerá em tempo o devido controle Constitucional que o caso merece)   uma possível recondução do mesmo Presidente em dois biênios da mesma legislatura (parágrafo 4º do artigo 57 da CF), com absoluto desprendimento e gratidão, gostaria de deixar nosso futuro líder Marcos Montes e a nossa honrada bancada  a vontade para se caso entenderem avaliar outras alternativas e caminhos que possam de fato reaproximar a Câmara do povo brasileiro e dar a Casa o respeito e admiração da sociedade.

Estou em São Paulo cumprindo agenda e continuarei a defender de todas as formas uma agenda legislativa para esses próximos dois anos focadas nas reformas econômicas com justiça social e no debate dos temas necessários para transformamos essa grave crise em oportunidades e esperança a nossa gente. Nossa caminhada está apenas no início. Encaminho para vocês uma singela música que fiz chamada "Somos todos Brasil" que dedico a todos vocês e em especial aos meus eleitores do DF e ao maravilhoso e soberano povo brasileiro. Um grande abraço a todos e vamos juntos. Fiquem com Deus e contem sempre comigo.

Rogerio Rosso

Líder do PSD”

Mais sobre Rogério Rosso

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!