Residências dos presidentes do Senado e da Câmara ficam sem água nesta quarta

Sistema de racionamento implementado no Distrito Federal para conter a crise hídrica atingiu nesta quarta-feira residências oficiais de Senado e Câmara. Presidentes das Casas, porém, não estão em Brasília

 

Se os presidentes do Senado e da Câmara não sentem nos locais de trabalho os efeitos do racionamento de água que atinge o Distrito Federal, em suas casas a situação é diferente. Nesta quarta-feira (1), as residências oficiais dos presidentes da Câmara e do Senado tiveram o abastecimento interrompido às 8h, assim como ocorreu em todas as casas da QL 12 do Lago Sul – local conhecido como península dos Ministros. À meia noite o sistema de abastecimento volta a ser religado gradualmente.

É a primeira vez que as casas dos líderes do Legislativo são atingidas pelo sistema de rodízio no abastecimento. O presidente do Senado, Eunício de Oliveira (PMDB-CE), e o da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), porém, não sentiram os efeitos do racionamento. Maia está no Rio de Janeiro, enquanto Eunício se recupera de cirurgia em sua fazenda, em Goiás. Os dois não têm compromissos oficiais hoje devido ao carnaval.

Também ficam localizadas na Península dos Ministros as residências oficiais do comandante da Marinha do Brasil e dos ministros da Fazenda, da Casa Civil e das Relações Exteriores.

Em nota, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) confirmou que "todas as localidades que estão nos endereços especificados na data de hoje, terão corte no fornecimento". Além do Lago Sul (QL 10 a 28, QI 17 a 29 e conjuntos 01, 02 e 03 da QI 13 ), cidades como Gama, Paranoá e Itapoã também ficam sem água. Confira abaixo o cronograma de racionamento.

O sistema de rodízio no abastecimento já atinge mais de 80% dos moradores do Distrito Federal. Os dois principais reservatórios da região, Descoberto e Santa Maria, atingiram os níveis mais baixos da história. Órgãos da Praça dos Três Poderes, como o Congresso Nacional, os Ministérios e o Supremo Tribunal Federal (STF), não passam pelo racionamento. Segundo a Caesb, esta região é de domínio da União e não pode ficar sem água por uma questão de “segurança nacional”. Hospitais públicos também não serão atingidos pelo racionamento.

Além das residências oficiais, prédios como o Tribunal de Contas da União e a Procuradoria-Geral da República passarão pelos cortes no abastecimento por não estarem na Praça dos Três Poderes. De acordo com a Caesb, a programação de cortes no abastecimento está sendo seguida conforme foi divulgada.

Crise hídrica

O rodízio é uma das ações adotadas pelo governo de Brasília para assegurar a segurança hídrica no DF. Há outras, como a cobrança da tarifa de contingência, a restrição no horário para captação por caminhões-pipa e a orientação para estabelecimentos como lava-jatos. Além disso, foi feito acordo com agricultores para restringir o uso de irrigadores e determinada a redução do consumo de água em 10% nos órgãos do governo de Brasília.

O Executivo local trabalha ainda para agilizar obras na área. De maneira emergencial, há um projeto de curto prazo para captar água do Lago Paranoá. O plano já foi entregue ao Ministério da Integração Nacional e aguarda liberação de recursos. Outras intervenções são as obras na represa do Bananal e a construção de sistema de captação e distribuição na Barragem Corumbá 4.

Confira o calendário de cortes na região abastecida pelo Santa Maria:

1º de março (quarta-feira)

Interrupção: Lago Sul (QLs 10 a 28, QIs 17 a 29 e QI 13, Conjuntos 1 a 3), Setor de Mansões Dom Bosco, Setor Habitacional Dom Bosco, Condomínio Privê Morada Sul, Paranoá, Itapoã, Lago Norte (apenas SMILIN, Trecho 13, Lotes de 1 a 13), Taquari, Condomínio RK, Império dos Nobres

Religação e estabilização: Asa Norte, Noroeste, Lago Norte (SHIN e SMILIN, exceto Lotes de 1 a 13 do Trecho 13), Varjão, Granja do Torto, Saan, SOF Norte, Regimento de Cavalaria e Guarda (RCG) e condomínios do Jardim Botânico (San Diego, Jardim Botânico I e V, Solar de Brasília, Jardins do Lago, Condomínio Lago Sul, Mansões Califórnia, Estância Jardim Botânico, Mirante das Paineiras, Parque e Jardim das Paineiras, Portal do Lago Sul e Ville de Montagne)

2 de março (quinta-feira)

Interrupção: Asa Sul, Lago Sul (QLs 2 a 8, QIs 1 a 15, exceto QI 13, Conjuntos de 1 a 3) e Jardins Mangueiral

Religação e estabilização: Asa Norte, Noroeste, Lago Sul (QLs 10 a 28, QIs 17 a 29 e QI 13, Conjuntos 1 a 3), Setor de Mansões Dom Bosco, Setor Habitacional Dom Bosco, Condomínio Privê Morada Sul, Paranoá, Itapoã, Lago Norte (SMILIN, Trecho 13, lotes de 1 a 13), Taquari, Condomínio RK, Império dos Nobres

3 de março (sexta-feira)

Interrupção: Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro Novo, Setor de Indústrias Gráficas, Setor de Garagens Oficiais, Praça Municipal, Setor de Administração Municipal, Setor de Divulgação Cultural, Esplanada da Torre, Setor de Recreação Pública Norte e condomínios do Jardim Botânico (Jardim Botânico III e IV, Quintas do Sol, Quintas Bela Vista, Quintas Interlagos, Morada de Deus, Quatro Estações, Máxximo Garden, Belvedere Green, Chácaras Itaipú (exceto 80 a 84), Quintas Itaipu, Jardim da Serra e Solar da Serra)

Religação e estabilização: Asa Sul, Lago Sul, Jardins Mangueiral, Setor de Mansões Dom Bosco, Setor Habitacional Dom Bosco, Condomínio Privê Morada Sul, Paranoá, Itapoã, Lago Norte (SMILIN, Trecho 13, Lotes de 1 a 13), Taquari, Condomínio RK, Império dos Nobres

4 de março (sábado)

Interrupção: Estrutural, Cruzeiro Velho, Park Sul, SOF Sul, Setor Militar Urbano, SIA, Scia, STRC, SIN, SGCV, SMAS, SPO e Condomínios do Jardim Botânico (Verde, Chácaras Itaipu (de 80 a 84) e Ouro Vermelho I e II)

Religação e estabilização: Asa Sul, Lago Sul (QLs 2 a 8, QIs 1 a 15, exceto QI 13, Conjuntos de 1 a 3), Jardins Mangueiral, Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro Novo, Setor de Indústrias Gráficas, Setor de Garagens Oficiais, Praça Municipal, Setor de Administração Municipal, Setor de Divulgação Cultural, Esplanada da Torre, Setor de Recreação Pública Norte e condomínios do Jardim Botânico (Jardim Botânico III e IV, Quintas do Sol, Quintas Bela Vista, Quintas Interlagos, Morada de Deus, Quatro Estações, Máxximo Garden, Belvedere Green, Chácaras Itaipu (exceto 80 a 84), Quintas Itaipu, Jardim da Serra e Solar da Serra)

5 de março (domingo)

Interrupção: Lago Norte (SHIN e SMILIN, exceto Lotes de 1 a 13 do Trecho 13), Varjão, Granja do Torto, Saan, SOF Norte, Regimento de Cavalaria e Guarda-RCG e condomínios do Jardim Botânico (San Diego, Jardim Botânico I e V, Solar de Brasília, Jardins do Lago, Condomínio Lago Sul, Mansões Califórnia, Estância Jardim Botânico, Mirante das Paineiras, Parque e Jardim das Paineiras, Portal do Lago Sul e Ville de Montagne)

Religação e estabilização:  Estrutural, Cruzeiro Velho, Park Sul, SOF Sul, Setor Militar Urbano, SIA, Scia, STRC, SIN, SGCV, SMAS, SPO e condomínios do Jardim Botânico (Verde, Chácaras Itaipu (de 80 a 84) e Ouro Vermelho I e II), Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro Novo, Setor de Indústrias Gráficas, Setor de Garagens Oficiais, Praça Municipal, Setor de Administração Municipal, Setor de Divulgação Cultural, Esplanada da Torre, Setor de Recreação Pública Norte e Condomínios do Jardim Botânico (Jardim Botânico III e IV, Quintas do Sol, Quintas Bela Vista, Quintas Interlagos, Morada de Deus, Quatro Estações, Máxximo Garden Belvedere Green, Chácaras Itaipu (exceto 80 a 84), Quintas Itaipu, Jardim da Serra e Solar da Serra)

Mais sobre meio ambiente

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!