Quem mais faltou sem justificar

Ao todo, 14 parlamentares tiveram pelo menos dez ausências não justificadas em 2012

Herdeiro de uma família que está há 190 anos no Congresso, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) foi o parlamentar que mais deixou ausências sem explicações em 2012. Até o começo de fevereiro, 22 faltas dele não haviam sido justificadas. Como ele, outros seis deputados acumulavam mais de dez ausências injustificadas. Descendente de José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência, Bonifácio está no Congresso desde 1979. O deputado, de 82 anos, teve ainda outras seis faltas abonadas na forma de compromisso político-partidário. Ele ainda pode justificar as ausências do ano passado. Os dados são de levantamento da Revista Congresso em Foco.

 

Suplente do senador João Alberto (PMDB-MA), Clóvis Fecury (DEM-MA) exerceu o mandato até o final de outubro do ano passado, quando o titular voltou ao cargo. Apesar de ter ocupado a cadeira num período em que o Senado realizou 105 sessões,o suplente pouco apareceu. Clóvis registrou presença apenas 49 vezes. Teve uma ausência a menos do que Jader Barbalho(PMDB-PA), o senador que acumulou mais faltas no ano. Mas, diferentemente de Jader, que justificou a maioria das faltas, o suplente não esclareceu o motivo de 17 de suas 56 ausências, de acordo com os registros do Senado obtidos pela reportagem. Além dele, outros seis senadores também acumularam mais de dez faltas não abonadas.

Veja a lista dos parlamentares que tiveram pelo menos dez ausências não justificadas em 2012

As explicações dos parlamentares com mais faltas sem justificativa

Compre e assine a Revista Congresso em Foco

Cresce a bancada dos mais ausentes no Congresso
Quem faltou a mais de um terço das sessões
As justificativas dos que mais faltaram
Jader e João Lyra, os mais ausentes no Congresso

Tudo sobre assiduidade no Congresso

Curta o Congresso em Foco no Facebook
Siga o Congresso em Foco no Twitter

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!