“Quadrilhão” do MDB será julgado pela 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu hoje (quinta, 23) que ação penal envolvendo membros do MDB - o chamado “quadrilhão” do MDB - será julgada pela 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. A Informação é do portal Jota.

O processo envolve líderes do MDB e aliados do presidente Michel Temer e é um desdobramento da segunda denúncia que a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou contra Temer no ano passado, depois barrada pela Câmara dos Deputados. Na denúncia, o próprio presidente e os então ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco são acusados de, junto com outros réus, terem atuado como um “quadrilhão” na Câmara.

A acusação leva em consideração a atuação de um grupo ligado ao MDB da Câmara, que teria atuado em supostas irregularidades na administração pública.

Após as investigações, a PGR incluiu os nomes de dois aliados do presidente, o advogado José Yunes e o coronel da PM reformado João Baptista Lima Filho.

Como a denúncia foi barrada pela Câmara em 2017, o presidente e ministros não puderam ser investigados. O Supremo então desmembrou o caso e enviou para a primeira instância as implicações dos investigados que não tem foro privilegiado.

PGR questiona lei que blindou com foro privilegiado ministro de Temer denunciado no “quadrilhão do PMDB”

PGR pede que inquérito de “quadrilhão do PMDB” não seja paralisado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!