PSB: Romário desistiu de apoiar Renan e votará em Luiz Henrique

Novo senador do Rio de Janeiro havia pedido permissão ao partido para votar em Renan por causa de compromissos com o PMDB de seu estado. Apoio à reeleição do atual presidente repercutiu mal nas redes sociais para o "Baixinho". Votação é secreta

O senador Romário (PSB-RJ) mudou de opinião e avisou à liderança de seu partido que seguirá a posição do PSB e votará no senador Luiz Henrique (PMDB-SC) para a presidência do Senado. Ontem, o senador havia pedido licença à bancada para contrariar a orientação partidária e votar na reeleição de Renan Calheiros (PMDB-RJ) por conta de compromissos com sua aliança política no Rio. A mudança de posição foi confirmada pela liderança do PSB na Casa. Com o apoio de Romário, o partido deve dar seis votos ao catarinense. Além do PSB, o PSDB e o DEM também declararam apoio a Luiz Henrique, dono de um discurso de independência em relação ao Palácio do Planalto.

Romário não falou sobre o motivo de sua mudança. Mas a aproximação com Renan repercutiu negativamente para o “Baixinho” nas redes sociais. Internautas apontaram incoerência entre seu discurso em favor da ética e da transparência e a declaração de apoio a Renan.

Além dos seis senadores do PSB, Luiz Henrique tem o apoio declarado do PSDB (com 11 senadores) e do DEM (com cinco). Mas senadores do DEM, do próprio PMDB, do PR e do Psol também sinalizam com voto no catarinense. A votação, porém, é secreta. Elege-se quem obtiver maioria simples de voto, estando presente a maioria dos 81 senadores em plenário. Atual presidente, Renan tenta o terceiro mandato à frente da Casa.

Mais sobre o novo Congresso

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!