Presidente do PT conclama militância contra “linchamento político e moral” de Lula

Rui Falcão pede a petistas que lutem contra o "cerco criminoso" ao ex-presidente. “Nunca antes neste país um ex-presidente da República foi tão caluniado, difamado, injuriado e atacado como o companheiro Lula"

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, criticou nesta segunda-feira (8) o que chamou de "tentativa de linchamento político e moral" do ex-presidente Lula e conclamou a militância do partido a lutar contra o “cerco criminoso” ao petista. "Valem as versões, não os fatos. O dever da prova não é mais de quem acusa, mas de quem é acusado, delatado, caluniado", escreveu em artigo publicado na página oficial do PT na internet.

Segundo Rui, nunca na história do país um ex-presidente foi tão “caluniado, difamado, injuriado e atacado como o companheiro Lula". "Inconformado com sua aprovação inédita ao deixar o governo, o consórcio entre a oposição reacionária, a mídia monopolizada e setores do aparelho de Estado capturados pela direita quer convertê-lo em vilão", ressaltou.

Segundo ele, setores da mídia e da oposição pretendem inviabilizar a candidatura de Lula em 2018 ao Planalto por mais que Lula não tenha confirmado que concorrerá nas próximas eleições presidenciais. “Por mais que as explicações desmintam a farsa ecoada pelos detratores de Lula, a mídia conservadora prossegue com o massacre de mentiras.”

Rui Falcão pediu apoio da militância na defesa de Lula. "É tarefa da militância e de quem tem compromissos com a democracia combater a escalada golpista e o cerco criminoso ao Lula. Estou convencido, como já disse em recente inserção do PT na televisão, que, assim, mais uma vez a verdade triunfará sobre a mentira", afirmou.

Desde o início do ano, o noticiário tem sido negativo para o ex-presidente. As suspeitas são de ocultação de patrimônio e de recebimento de propina na forma de apartamento ou reforma de um sítio freqüentado por ele e sua família. O petista nega ser o dono da propriedade em Atibaia e afirma que desistiu da compra do apartamento triplex em Guarujá (SP).

Veja a íntegra do texto divulgado na Agência PT:

“Nunca antes neste país um ex-presidente da República foi tão caluniado, difamado, injuriado e atacado como o companheiro Lula. Inconformado com sua aprovação inédita ao deixar o governo, o consórcio entre a oposição reacionária, a mídia monopolizada e setores do aparelho de Estado capturados pela direita quer convertê-lo em vilão.

O legado de realizações a favor dos mais pobres, a elevação do Brasil no cenário mundial, os sucessos na educação, na saúde, nos programas sociais, na área da infraestrutura, em seus oito anos na Presidência, precisa ser destruído para que Lula não possa retornar em 2018. Ainda que ele nunca tenha dito que pretende voltar.

A tentativa de linchamento político -– e moral – escora-se em denúncias sem provas, como virou moda no País nos últimos meses. Valem as versões, não os fatos. O dever da prova não é mais de quem acusa, mas de quem é acusado, delatado, caluniado. Como diz o professor Luiz Gonzaga Belluzzo, ‘primeiro aponta-se o criminoso, depois vasculha-se o crime’.

Por mais que as explicações desmintam a farsa ecoada pelos detratores de Lula, a mídia conservadora prossegue com o massacre de mentiras.

É tarefa da militância e de quem tem compromissos com a democracia combater a escalada golpista e o cerco  criminoso ao Lula. Estou convencido, como já disse em recente inserção do PT na televisão, que, assim, mais uma vez a verdade triunfará sobre a mentira.”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!