Presidente de CPI da Petrobras promete apuração de denúncia sobre depoimentos

Senador Vital do Rêgo emitiu nota para dizer que abrirá investigação sobre denúncia de que depoentes receberam informações privilegiadas antes das oitivas

O presidente da CPI da Petrobras, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), afirmou neste domingo (3) que vai determinar a instauração de um procedimento para que seja investigada a denúncia de fraude em depoimentos prestados à comissão. A denúncia foi divulgada pela revista Veja no final de semana, com base em um vídeo.

“O presidente [Vital do Rêgo] entende que qualquer favorecimento que possa levar à mitigação do poder investigatório [da CPI] é prejudicial ao trabalho desenvolvido pelo colegiado. Por isso e ante à necessidade de apurar responsabilidades sobre o material veiculado [pela Veja], além de possíveis infringências legais, determinará a instalação de procedimento próprio para o necessário esclarecimento dos fatos, sem prejuízo ao desenvolvimento dos trabalhos da comissão”, diz o texto da nota emitida por Vital do Rêgo.

Na nota, o senador peemedebista disse que foi "surpreendido" com as "denúncias sobre informações privilegiadas passadas a depoentes". De acordo com a última edição da revista Veja, o governo e a liderança do PT no Senado montaram uma fraude que consistia em passar antes aos investigados as perguntas que lhes seriam feitas pelos senadores nas reuniões da comissão.

Sérgio Gabrielli (ex-presidente da Petrobras), Nestor Cerveró (ex-diretor da estatal) e Graça Foster (atual presidente da petrolífera), por exemplo, teriam tido acesso, com antecedência, às questões. Vital do Rêgo também preside a CPI mista da Petrobras, também instalada no Congresso para apurar supostas irregularidades na estatal.

 

Mais sobre Petrobras

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!