Presidente da Câmara chora de saudade

Diante de um plenário lotado, petista chorou e embaralhou a voz ao lembrar do filho, que se forma hoje no Rio Grande do Sul

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS) chorou hoje (13) enquanto presidia a sessão de votação. Com saudade do filho, que se forma nesta noite, o deputado lamentou o fato de não poder presenciar a festa. “O trabalho que fazemos longe do Estado faz com que não consigamos acompanhar a vida de nossos filhos”, disse com os olhos marejados e voz embargada. Vinicius, o filho de Marco Maia, tem 14 anos, e hoje é sua formatura no ensino básico.

Ele falou em nome das “pessoas que dedicam a sua vida à construção deste país, e que muitas vezes não estão com as suas famílias e seus filhos. Dos guardas, dos pilotos, enfim, milhares de homens e mulheres que trabalham diuturnamente pelo bem deste país”, homenageou o petista, lamentando a distância e a incompatibilidade da agenda familiar. “Não posso tocar uma música, mas posso dizer o quanto nós amamos os nossos filhos, e o meu filho que está lá neste momento, na sua formatura, o Vinícius”.

No discurso emocionado, o presidente da Câmara citou o jornalista Ricardo Boechat, que teria feito semelhante reclamação durante a transmissão do telejornal que apresenta, na TV Bandeirantes. Segundo Marco Maia, Boechat relatou exatamente a dificuldade de conviver com o filho enquanto cumpre seus compromissos profissionais.

Ao final da fala, o presidente da Casa foi aplaudido por todos os deputados presentes ao plenário, incluindo os de oposição, e pelos artistas que aguardavam a aprovação da PEC da Música. Ato contínuo à fala do petista, iniciou-se uma cantoria em que músicos e até parlamentares entoaram a canção “Carinhoso”, de Pixinguinha. Marco Maia chegou a posar para foto simulando o dedilhar de um violão.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!