Pedidos de investigação de governadores citados na Lava Jato chegam ao STJ

Inquéritos contra o governador do Acre, Tião Viana (PT) e do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) foram encaminhados nesta quinta-feira ao Superior Tribunal de Justiça. Caso deve ficar a cargo da Corte Especial do STJ.

Os pedidos de investigação relacionados aos governadores do Acre e Rio de Janeiro, Tião Viana (PT) e Luiz Fernando Pezão (PMDB) respectivamente, apontados como beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras chegaram nesta quinta-feira (12) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os pedidos de investigação contra Viana e Pezão foram feitos pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada.

Conforme as delações premiadas do ex-diretor de refino e abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Viana recebeu R$ 300 mil como suporte de caixa para a sua campanha ao Senado em 2010. Pezão também teria tido um reforço de caixa de R$ 30 milhões para a campanha ao governo do Rio de Janeiro em 2010. Na época, Pezão era o vice na chapa de Sérgio Cabral (PMDB).

O Superior Tribunal de Justiça é o foro competente para investigar e julgar crimes relacionados a governadores do Estado e o caso será analisado pela Corte Especial do STJ. O Supremo Tribunal Federal investigará os crimes de deputados federais e Senadores envolvidos no esquema da Lava Jato. Os dois governadores negaram envolvimento no esquema da Lava Jato.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!