Operação Lava Jato busca donos de R$ 2,52 bilhões na Suíça

Na trilha que levou ex-deputado Eduardo Cunha para a cadeia, investigadores preparam novas apurações

Investigadores da Operação Lava Jato ainda tentam descobrir quem são os donos de US$ 800 milhões (R$ 2,5 bilhões) em cerca de 800 contas bancárias na Suíça, informa o portal UOL. De acordo com o Ministério Público daquele país, há mais de mil contas bancárias confiscadas com 1 bilhão de francos suíços (R$ 3,2 bilhões), mas os brasileiros só analisaram 20% disso.

<<   Leia a notícia no UOL

“Esse é um ponto que mostra o tanto que a Lava Jato precisa andar em Curitiba e em outros locais”, afirmou o procurador da força-tarefa no Paraná Paulo Galvão. Só na trilha de dinheiro que levou o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a cadeia, o trabalho ainda está em andamento.

"Não posso dar detalhes, mas tem mais investigação desse mesmo pagamento. É um dinheiro que foi dividido. É importante saber se aquela pessoa era o destinatário final ou se o dinheiro ficaria com ele e dali iria para uma outra pessoa. É uma investigação lenta. Em breve teremos novidades. Tem coisa sendo investigada em outras camadas."

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!