Moro volta a movimentar inquérito de Lula

Em medida expedida na quinta-feira, Moro determinou que as defesas renovem perante a Justiça Federal no Paraná os pedidos que tinham sido formulados junto ao Supremo Tribunal Federal

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça do Paraná, voltou a despachar nos procedimentos da operação relacionados ao ex-presidente Lula. Em medida expedida na quinta-feira (23), Moro determinou que as defesas renovem perante a Justiça Federal no Paraná os pedidos que tinham sido formulados junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). Também ordenou que apresentem suas procurações.

No dia 13 deste mês, o ministro do Supremo Teori Zavascki determinou que a maior parte das investigações envolvendo o petista que estavam no Supremo fosse devolvida para Moro. Entre elas estão os inquéritos da 24ª fase da Lava Jato, deflagrada em março e que investiga o ex-presidente por lavagem de dinheiro na compra e reforma do sítio, em Atibaia (São Paulo), no apartamento tríplex do Condomínio Solaris, em Guarujá (São Paulo), no pagamento de palestras da empresa de Lula e nas doações para o Instituto Lula.

“O eminente ministro Teori Zavascki determinou, acolhendo parecer do exmo. procurador-geral da República, a devolução do inquérito. Tendo os autos retornado, traslade-se para estes autos cópia do parecer apresentado no Inquérito 4220 e cópia da decisão de 13 de junho de 2016 na Reclamação 23.457”, despachou Moro.

 

Mais sobre Lula

Mais sobre Sergio Moro

Mais sobre Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!