“Matar é demais”: Fala de Janot repercute nas rede sociais

Ao revelar que quase matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes no auge da operação Lava Jato, o ex-procurador geral da República Rodrigo Janot deixou as redes sociais em polvorosa. Janot está entre os trend topics do Twitter na manhã desta sexta-feira (27) e recebe críticas tanto da esquerda quanto da direita.

> Janot sobre Gilmar Mendes: “Ia matar ele e me suicidar”

Críticos da Lava Jato questionam o fato de Janot ter entrado armado no STF, já que os advogados são revistados antes de entrar na Suprema Corte. Muitos também perguntam o motivo de ele não ter apresentado denúncias contra crimes cometidos por políticos como Michel Temer - crimes que também acabou revelando na entrevista à Veja. Até procuradores e apoiadores do governo Bolsonaro fizeram ponderações à atitude de Janot.

"Pô, Janot, matar é demais. Mas bem que podia ter denunciado o Gilmar por algum crime, né?", questionou a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) nas redes sociais, sem, no entanto, reforçar o apoio à Lava Jato. "Minha solidariedade ao ex PGR. Gilmar Mendes sempre teve pouco escrúpulo", acrescentou. Segundo o UOL, disse ser "lamentável" as declarações de Janot. "Chocado com a conduta. Lamentável! Reprovável! Isso não é conduta que se espere de um membro do MPF", disse o procurador, que preferiu não ter o nome revelado.

> Maioria do STF vota favorável a tese que pode beneficiar Lula

Membros da esquerda que contestam decisões da Lava Jato, por sua vez, foram mais incisivos nas críticas. "Bravatas de Janot são apenas estratégia de promoção do livro ou o grito dos desesperados vendo o barco da máfia da Lava Jato afundar?", questionou nas redes sociais o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), lembrando que a revelação de Janot ocorre bem em meio ao julgamento que pode rever dezenas de condenações da Lava Jato, inclusive a de Lula. "Cada vez mais os fatos revelam o quanto as instituições estão reféns do jogo de poder, das disputas corporativas, interesses pessoais. Lula tem sido a grande vítima desse sistema", acrescentou a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR).

> Gilmar Mendes diz que Deltan Dallagnol pratica corrupção rasteira

"Totalmente irresponsável as declarações do Ex PGR Janot. Anunciar que chegou perto de assassinar um ministro do STF, só fará com que mentes insanas espalhadas Brasil a fora, comecem a cogitar realmente atitudes desta natureza. Juristas, legalistas, democráticos devem reagir", provocou também o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).

> Lançamos nosso primeiro crowdfunding. Contribua para o jornalismo independente!

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!