Marina diz que aprendeu a confiar e admirar Eduardo Campos

Vice na chapa do PSB à Presidência, ex-senadora diz que ex-governador pernambucano lutava por um país "melhor e mais justo". “Eduardo estava empenhado com esses ideais até os últimos segundos de sua vida"

Vice na chapa encabeçada por Eduardo Campos (PSB), a ex-senadora Marina Silva (PSB) fez uma breve e emocionada declaração sobre a morte do ex-governador de Pernambuco, ocorrida nesta quarta-feira (13) em decorrência de um desastre aéreo em Santos (SP). "A imagem que quero guardar dele é a de nossa despedida ontem cheio de alegria, compromissos e sonhos", afirmou.

A ex-ministra do Meio Ambiente disse que teve dez meses de intensa convivência com o companheiro de partido e destacou a afinidade entre os dois. "Durante dez meses de convivência, aprendi a respeitá-lo, a admirá-lo e a confiar em suas atitudes e ideais de vida", ressaltou. Segundo ela, o ex-governador pernambucano lutou até o fim da vida por um país “melhor e mais justo”. “Eduardo estava empenhado com esses ideais até os últimos segundos de sua vida", disse Marina.

A convite de Eduardo, a ex-senadora filiou-se ao PSB em outubro de 2013 depois de não conseguir viabilizar a criação de seu partido, a Rede Sustentabilidade, a tempo de disputar as eleições deste ano. “Quero pedir a Deus que sustente a Renata, ao Zé, ao João, a Duda, o Pedro, o pequenino Miguel e a todos os familiares de companheiros de Eduardo Campos”, disse. "É uma tragédia que nos impõe profunda tristeza", acrescentou.

Eduardo Campos morre em desastre aéreo

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!